Home Maranhão Imperatriz Região tocantina registrou quase 130 homicídios ao longo de 2018

Região tocantina registrou quase 130 homicídios ao longo de 2018

Featured Video Play Icon

Segundo levantamento do departamento de homicídios de Imperatriz, em todo o ano passado foram registrados 124 homicídios na região tocantina. Alguns crimes tiveram maior repercussão, como o assassinato do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva, morto em novembro.

No primeiro mês do ano foram 10 crimes, 14 em fevereiro e março foi o mês com maior número de ocorrências, a polícia registrou 16 mortes violentas entre homicídios e latrocínio. Em abril foram 7 casos, em maio 9 e em junho 12 ocorrências. No sétimo mês do ano, julho, os assassinatos registrados marcaram 9 crimes, 11 em agosto, 7 em setembro 7 e 13 no mês de outubro. Novembro e dezembro computaram, respectivamente, 9 e 7 homicídios.

Além da morte de Ivanildo Paiva, outro crime que chocou a população da região tocantina foi a morte do vigilante Jackson Douglas de Oliveira. Ele foi surpreendido por 4 homens na escola onde ele trabalhava e morreu com um tiro de espingarda na cabeça.

Apesar dos índices, a polícia indica que o trabalho desenvolvido pelo departamento de homicídios da Polícia Civil em Imperatriz conseguiu solucionar a maioria dos casos registrados na 2ª maior cidade do Maranhão.