Home Maranhão Preso, vice é acusado de mandar matar o ex-prefeito de Davinópolis

Preso, vice é acusado de mandar matar o ex-prefeito de Davinópolis

Preso, vice é acusado de mandar matar o ex-prefeito de Davinópolis

Na manhã desta segunda-feira (31), o vice e atual prefeito de Davinópolis, Rubem Firmo, foi preso em uma operação policial. Ele é apontado como o principal mandante do assassinato do ex-prefeito Ivanildo Paiva, executado por pistoleiros no dia 3 de novembro passado.

Além de Rubem Firmo, que assumiu o cargo de prefeito no dia 11 de novembro, o filho dele também foi preso por envolvimento da morte de Ivanildo Paiva.  Outras sete pessoas também já foram presas como participantes do crime, entre elas, dois militares e um fazendeiro da região de Davinópolis.

Relembre o caso

O corpo do prefeito de Davinópolis, cidade a 660 quilômetros, foi encontrado em um matagal no povoado Mata Grande. O veículo de Ivanildo Paiva, uma caminhonete branca, foi localizado próximo a uma propriedade dele em uma rodovia estadual que dá acesso à cidade. Já uma caminhonete de cor preta, com registro de roubo e chassi raspado, foi abandonada próximo à mata do 50° Batalhão de Infantaria de Selva em Imperatriz, com o celular da vítima dentro do veículo. O crime chocou a cidade, que tem pouco mais de 12.500 habitantes.

Em 2008 o filho do prefeito, o universitário Ivanildo Paiva Barbosa Júnior, foi sequestrado e assassinado. Na época, a polícia concluiu que tratava-se de crime de encomenda e que até um policial militar do Piauí esteve envolvido no sequestro. A vítima tinha 19 anos e havia desaparecido no dia 13 de setembro. O carro dele foi achado na Estrado do Arroz sem placas, já o corpo localizado uma semana depois em uma cova rasa próximo ao lugar onde o carro foi abandonado.

Leia também:

Assassinato de prefeito foi planejado há 3 meses; empresário é preso

Empresário é preso por envolvimento em morte do prefeito de Davinópolis

Vice-prefeito toma posse após prefeito ser encontrado morto em matagal

Corpo de prefeito é enterrado na mesma sepultura de filho assassinado em 2008