Home Notícias Marcos Pacheco fala de ações desenvolvidas nos municípios maranhenses em 2018

Marcos Pacheco fala de ações desenvolvidas nos municípios maranhenses em 2018

Featured Video Play Icon

Durante a entrevista, o secretário de Políticas Públicas comentou sobre ações como o  Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que neste ano foi aderido por 201 municípios maranhenses, e sobre a Força Estadual de Saúde.

“O Unicef tem aí uma estratégia de planejamento de qualificação das gestões municipais que se chama Selo Unicef, que é feito um edital e a partir de um determinado momento os municípios aderem a esse processo e no final de três anos de planejamento, execução de políticas públicas, sobretudo protegendo à criança. Os municípios que atingirem determinadas metas, ganham um selo, um reconhecimento, uma espécie de certificado de qualidade da gestão” disse Marcos Pacheco.

O entrevistado afirmou que em 2018, a participação dos municípios se intensificou no Selo Unicef, assim como o apoio do Governo do Estado.”Esse ano se intensificou. O Governo abraçou essa causa, então agora nós estamos fazemos uma parceria muito forte no sentido de apoiar os municípios, no sentido de que eles consigam esse Selo. Porque quando você consegue o Selo você dá um salto de qualidade na sua gestão”afirmou.

Quando perguntado sobre  como funciona o Selo, o secretário explicou que “Em cada município tem um núcleo composto, inclusive, por adolescentes, por professores, representantes da Sociedade Civil. Esse núcleo acompanha o processo de desenvolvimento do selo, junto com os técnicos dos municípios e o Unicef tem uma plataforma específica que acompanha isso. Cada passa que o município dá é reconhecido nessa plataforma para que ele possa atingir o selo”.

Marcos Pacheco também ressaltou sobre os trabalhos realizados nos municípios e regiões mais remotas do Maranhão pela Força Estadual de Saúde. “São 30 equipes, formadas por médicos, dois enfermeiros e um outro profissional de saúde, que faz visitas a pacientes que estão acamados, em regiões remotas de difíceis acessos, e apoia equipes de outras regiões de municípios”.

Confira a entrevista completa no vídeo!