Home Maranhão Após vigília, povo Tremembé retira pertences de imóveis antes de demolição

Após vigília, povo Tremembé retira pertences de imóveis antes de demolição

Featured Video Play Icon

Desde as primeiras horas desta quarta-feira (19), equipes de reportagem da TV Difusora acompanham reintegração de posse na comunidade do Tremembé de Engenho, em São José de Ribamar. O despejo foi determinado por meio do Tribunal de Justiça Estadual.

A reintegração de posse começou pela área denominada de Engenho 2, uma parte do território ocupado pelos indígenas Tremembé. Cerca de 100 famílias ocupavam o local há pelo menos um ano. Após negociação com a polícia, foi dado um prazo de 30 minutos para que as famílias retirassem seus pertences antes que tudo fosse derrubado pelas máquinas. A maioria das casas ainda eram improvisadas, poucas de alvenaria. Nas últimas horas, os Tremembé fizeram vigília na região, até agora já foram sete tentativas de desapropriação.

Nesta terça-feira (18), o Secretário de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, havia solicitado por intermédio de ofício que o juiz reconsiderasse a ordem de despejo da comunidade de Tremembé do Engenho, levando em conta a sua autodeclaração como povo indígena.

Junto ao ofício, o secretário encaminhou documentação enviada pelo Conselho Indigenista Missionário (CIMI) no Maranhão, sobre o processo administrativo de regularização fundiária perante a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), que tramita em favor do povo Tremembé.