Home Maranhão Presa quadrilha de furto de equipamentos e sinal de internet

Presa quadrilha de furto de equipamentos e sinal de internet

Featured Video Play Icon

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) apresentou nesta sexta-feira (14), na sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) em São Luís, o suspeito de liderar uma quadrilha de furto de equipamentos e sinal de internet. O superintendente da Seic, delegado Carlos Alessandro Rodrigues participou da coletiva.

Segundo os policias que trabalharam na ação, o suspeito Linderson Dourado Alves e outros 12 homens agiam desde 2015. Eles fraudaram redes de internet em pelo menos 25 municípios do Maranhão, incluindo São Luís. Os materiais apreendidos foram estimados em mais de R$ 3 milhões. A prisão é resultado da Operação Dourado, em referência ao nome do suspeito, realizada pela Seic, órgão da Polícia Civil.

O alvo de Linderson Dourado Alves era uma empresa de telefonia na qual trabalhava como técnico de campo e onde recrutou os membros do grupo, todos funcionários e com conhecimento em redes e sistemas de internet.

A quadrilha furtava equipamentos e criava sites para venda de sinal de internet. A polícia apreendeu itens que já estavam instalados nos sites clandestinos como roteadores, antenas, cabos de fibra ótica; placas de slan (valor médio de R$ 10 mil), utilizado para montagem da rede de internet; mais de 90 equipamentos Gbics tipo pen drives (valores entre R$ 1,5 mil e R$ 15 mil), equipamentos usados para desviar o sinal de internet.

Em cada município foi montado um site clandestino, o sinal era comercializado sendo cobrada uma taxa mensal pelo serviço. Em algumas cidades, a exemplo de São José de Ribamar, o número de clientes que adquiriram o serviço com a quadrilha passava dos 700. A quadrilha tinha amplo controle do sinal de internet.

A polícia investiga se há conivência dos consumidores, que a princípio, não são enquadrados como suspeitos. Foram presos, também, Winderson Junior da Silva, que estava no município de Zé Doca, e Frack Sá, detido em Vitorino Freire. Os três serão encaminhados à Penitenciária de Pedrinhas. A polícia cumpriu, ainda, 27 mandados de busca e apreensão em vários municípios, dentre eles, São Luís, São José de Ribamar e vários outros nas regiões do Médio Mearim e Baixada Maranhense.