Home Maranhão Justiça desmente soltura de suspeito da morte de idosa de 106 anos

Justiça desmente soltura de suspeito da morte de idosa de 106 anos

Justiça desmente soltura de suspeito da morte de idosa de 106 anos

A Justiça do Maranhão não determinou a soltura de Alypio Noleto da Silva, suspeito de ter assassinado a idosa de 106 anos Antônia da Conceição Silva no município maranhense de Feira Nova do Maranhão, como afirmam relatos divulgados em sites e redes sociais. Segundo informações da comarca de Riachão, de onde Feira Nova do Maranhão é termo judiciário, a Justiça não recebeu e nem deferiu qualquer pedido em relação ao caso, que se encontra ainda na fase de Inquérito Policial. O suspeito está preso na unidade prisional de Balsas.

Segundo divulgado em um portal de notícias de São Luís nesta quarta-feira (12), o delegado Regional Fagno Vieira, responsável pelo caso, informou que a Polícia tem até o dia 22 de dezembro para concluir o inquérito, data em que expira o mandado de prisão contra o suspeito. O delegado informou ainda que a Polícia deve solicitar ao Judiciário a decretação da prisão preventiva de Alypio Noleto da Silva.

 

RELEMBRE

O sobrinho-neto da idosa de 106 anos foi preso no fim de novembro no povoado Alto Bonito, entre as cidades de Carolina e Riachão. Ela foi assassinada a pauladas no dia 17 de novembro na residência onde morava na cidade de Feira Nova do Maranhão, a 803 quilômetros da capital maranhense.

O caso tomou repercussão nacional pela crueldade como foi morta a idosa. Ela estava dormindo sozinha quando Alypio entrou pelo telhado. Em depoimento, Alypio Noleto da Silva teria fornecido informações desencontradas à polícia.