Home Notícias Dia de Luta contra a Aids foca na prevenção contra a doença

Dia de Luta contra a Aids foca na prevenção contra a doença

Featured Video Play Icon

No Maranhão existem 19 mil casos de Aids e 7 mil, por residência, notificados na capital maranhense. O número de mortes por conta da doença tem diminuído no Estado e apesar dessa redução a prevenção ainda é a palavra de ordem contra a doença.

A chefe do Departamento de Atenção às DST/AIDS e Hepatites Virais, Jocélia Frazão, durante entrevista no Bom Dia Maranhão desta sexta-feira (30), afirmou que a diminuição dos casos são resultados de várias estratégias de prevenção. ” Nós trabalhamos hoje com várias tecnologias de prevenção, principalmente, a prevenção combinada. Então, a gente  tem ofertado os testes rápidos. Nós trabalhamos em formas  regionalizadas. Dentro de 20 minutos você faz quatro tipos de testes para: HIV, Sífilis, Hepatite B e C”, disse a entrevistada.

O diagnóstico precoce e o tratamento também tem sido uma das estratégias trabalhadas com a população e garantido bons resultados. “Isso é outro avanço muito importante! A carga viral indetectável, a pessoa não transmite o vírus, principalmente pela relação sexual. A doença está controlada em seu organismo”, afirmou Jocélia Frazão.

Casos de transmissão vertical, em que as mães são portadoras da doença também apontam uma redução no Maranhão. “As mães estão se cuidando, estão buscando o pré-natal, justamente, por saber da sua sorologia, então elas procuram imediatamente o tratamento. Tem todo um critério para aquela mãe que é soropositivo e quer ter um filho”, disse a entrevistada.

Com foco na prevenção combinada várias atividades estão sendo realizadas pelo Governo do estado e Secretaria de Saúde, por meio dos profissionais da área. Escolas, unidades básicas de saúde, população negra, Terreiros e Quilombos são os principais alvos do mês de luta contra a Aids, “dezembro vermelho”.

Confira a entrevista na íntegra!