Home Maranhão Júri dos acusados de matar prefeito é adiado para dezembro

Júri dos acusados de matar prefeito é adiado para dezembro

Júri dos acusados de matar prefeito é adiado para dezembro

Foi adiado para o dia 10 de dezembro deste ano em Itapecuru-Mirim, a 108 quilômetros da capital maranhense, a sessão do Tribunal do Júri Popular para o julgamento dos réus José Evangelista Duarte Santos, Benedito Manoel Martins Serrão e Raimundo Nonato Gomes Salgado, acusados do assassinato do prefeito do Município de Presidente Vargas, Raimundo Bartolomeu Santos Aguiar – o “Bertin”, e da tentativa de homicídio contra Pedro Pereira de Albuquerque – o “Pedro Pote”, em emboscada ocorrida no dia 6 de março de 2007, na região do Município de Itapecuru-Mirim.

A magistrada Mirella Freitas, presidente do Tribunal do Júri da 2ª Vara de Itapecuru-Mirim, acatou pedido dos advogados dos policiais militares José Evangelista (apresentação e intimação de novas testemunhas) e Raimundo Nonato Gomes (melhor trabalhar a defesa, que trocou de advogado). O pedido de adiamento formulado pelo advogado do réu Benedito Manoel Martins Serrão para a sua intimação foi negado.

Com manifestações favoráveis da acusação e defesas, a juíza remarcou o julgamento para o dia 10 de dezembro de 2018, no auditório da Câmara Municipal de Itapecuru Mirim.

O crime aconteceu no dia 6 de março de 2017 e, de acordo com a denúncia do Ministério Público do Maranhão (MPMA), as investigações policiais revelaram que os réus realizaram o crime a mando de terceiros.