Home Maranhão Corpo de prefeito de Davinópolis é encontrado em matagal

Corpo de prefeito de Davinópolis é encontrado em matagal

Corpo de prefeito de Davinópolis é encontrado em matagal

Foi achado na manhã deste domingo (11) no povoado Mata Grande, município de Davinópolis, o corpo do prefeito da cidade, Ivanildo Paiva Barbosa (PRB). O veículo do prefeito, uma caminhonete branca, foi localizado próximo a uma propriedade dele em uma rodovia estadual que dá acesso à cidade de Davinópolis, a 663 quilômetros da capital maranhense. Já uma caminhonete de cor preta, com registro de roubo e chassi raspado, foi abandonada próximo à mata do 50° Batalhão de Infantaria de Selva em Imperatriz, com o celular da vítima dentro do veículo.

O prefeito teria ido para a fazenda de sua propriedade ainda no sábado (10) e há informes preliminares do 14° Batalhão de Polícia Militar de que foram detectadas marcas de sangue no interior do imóvel e que ele teria sido sequestrado. O corpo do prefeito do Partido Republicano Brasileiro, que fora eleito em 2017 e cumpriria mandato até 2020, foi localizado por volta de 10h deste domingo. As investigações vão averiguar se onde o corpo foi encontrado, também teria sido o local do assassinato.

Segundo o Superintendente de Polícia Civil do Interior, delegado Armando Pacheco, o Instituto Médico Legal está no local fazendo os primeiros levantamentos e será iniciado a partir de agora o processo de investigação por parte da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

O crime chocou a cidade, que tem pouco mais de 12.500 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) do ano de 2010. De avião, uma equipe da SHPP de São Luís está indo para a região tocantina para auxiliar nas investigações. O Departamento de Homicídios em Imperatriz, sob comando do delegado Praxísteles Martins, assumiu o caso e está na zona rural diligenciando.

Em 2008 o filho do prefeito, o universitário Ivanildo Paiva Barbosa Júnior, também foi sequestrado e assassinado. Na época, a polícia concluiu que tratava-se de crime de encomenda e que até um policial militar do Piauí esteve envolvido no sequestro. A vítima tinha 19 anos e havia desaparecido no dia 13 de setembro. O carro dele foi achado na Estrado do Arroz sem placas, já o corpo localizado uma semana depois em uma cova rasa próximo ao lugar onde o carro foi abandonado.