Home Maranhão São Luís Policial desligado do CTA e empresário responderão por tentativa de homicídio

Policial desligado do CTA e empresário responderão por tentativa de homicídio

Policial desligado do CTA e empresário responderão por tentativa de homicídio

Foi concluído o inquérito que investiga a agressão sofrida pelo servidor público Anderson Pereira da Silva, que aconteceu no dia 24 de setembro deste ano em um posto de combustíveis localizado no Cohab Anil II, em São Luís.

De acordo com o delegado titular da Seccional Norte, Carlos Damasceno, o soldado Eduardo da Luz Soares irá responder pelo crime de tentativa de homicídio e vai permanecer preso no Comando Geral da Polícia Militar no bairro Calhau. Além de socos e pontapés, ele alvejou a vítima. O amigo dele, Bruno Olavo Lindoso Pinto, que também aparece nas imagens que circulam na internet dando rasteira na vítima, também vai responder por tentativa de homicídio, mas em liberdade.

As imagens da violência contra o funcionário público foram registradas pelas câmeras de segurança do posto. De acordo com as investigações, antes da confusão na convivência o PM atirou contra outra pessoa em um bar no mesmo Bairro. O disparo acertou o violão de um músico e a camisa de uma outra pessoa. As vítimas também denunciaram o caso à polícia. A pena para os dois vai de 04 a 24 anos dependendo da participação de cada um nos fatos.