Home Maranhão São Luís Policial que agrediu servidor pode ter feito outras vítimas após campeonato

Policial que agrediu servidor pode ter feito outras vítimas após campeonato

Featured Video Play Icon

Prestou depoimento na manhã desta terça-feira (02) no 6° Distrito Policial o soldado Eduardo da Luz Soares. O policial agrediu com socos, chutes e tiros, no último dia 24 de setembro, o servidor público Anderson Pereira da Silva.

As imagens de videomonitoramento da loja de conveniência localizada em um posto no bairro Cohab Anil 2 resultaram no desligamento do soldado do Centro Tático Aéreo (CTA) e no pedido de prisão preventiva contra ele. A outra pessoa que aparece no vídeo aplicando uma rasteira na vítima é Bruno Olavo Lindoso Pinto. O enfermeiro e empresário é colega do soldado e também foi ouvido, nesta segunda-feira (1°) pela polícia. Em depoimento, Bruno Olavo teria dito que entendeu que a vítima seria traficante.

O delegado Carlos Damasceno, da Seccional Norte, investiga o caso e informou que já tem conhecimento que Eduardo da Luz teria saído de um campeonato de lutas e passado por vários bares com outras quatro pessoas antes de chegar até a conveniência. A polícia investiga agora se ele teria feito outras vítimas nestes estabelecimentos.

Na manhã desta segunda-feira (02) a vítima também esteve na delegacia. Anderson Pereira levou duas pessoas que alegam ter sido vítimas do soldado na mesma noite. As duas foram ouvidas, sendo que uma delas levou ao DP um violão que teria sido atingido por arma de fogo em uma lanchonete.