Home Maranhão São Luís Quilombolas ocupam sede do INCRA por regularização fundiária

Quilombolas ocupam sede do INCRA por regularização fundiária

Featured Video Play Icon

Integrantes do movimento quilombola Moquibom ocuparam na manhã deste terça-feira (18) o prédio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, no Anil. Eles pedem a conclusão de relatórios de regularização fundiária, já que os conflitos têm aumentado e há pessoas sendo ameaçadas de morte.

Quase 200 representantes do Moquibom, movimento quilombola do Maranhão, passaram a manhã desta terça-feira (18) na porta e dentro da sede do INCRA. Eles ocuparam o prédio para reivindicar o cumprimento de um acordo feito há três anos.

Pelo acordo firmado em 2015, o INCRA teria 3 anos para produzir 72 relatórios, que culminariam com a regularização desses territórios quilombolas.  Mas apenas 10 deles foram concluídos até o momento e o que o movimento quer é uma solução para esse problema. Uma vez que sem os títulos da terra, os conflitos no campo tendem a aumentar.

Impedidos de entrar no prédio, funcionários do INCRA foram pegos de surpresa pela manifestação. O superintendente do órgão argumenta que o acordo firmado pela gestão anterior era impossível de ser cumprido