Home Brasil Chacina deixa seis mortos na região metropolitana de Natal

Chacina deixa seis mortos na região metropolitana de Natal

Chacina deixa seis mortos na região metropolitana de Natal

Seis homens morreram assassinados na cidade de Nísia Floresta (região metropolitana de Natal), na noite deste sábado (21).

Segundo a Polícia Militar, as vítimas estavam sentadas em uma calçada conversando quando homens armados chegaram em uma moto e um carro, com placas não identificadas. Testemunhas relataram que os criminosos ordenaram que as vítimas se deitassem no chão e atiraram. A motivação da chacina ainda é desconhecida.

Cinco das seis vítimas fatais morreram na hora. A sexta vítima chegou a ser socorrida no hospital Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim, a 25 km de Natal, mas também não resistiu e morreu.

De acordo com a polícia, as vítimas não tinham passagem pela polícia. Os crimes ocorreram na calçada da rua Nossa Senhora Aparecida, no centro, próximo à delegacia de Polícia Civil e da Companhia de Polícia Militar do município.

Segundo o Itep-RN (Instituto Técnico-Científico de Perícia), para onde os corpos foram levados, as vítimas foram identificadas como: J.N, 16, A.J.R.N, 17, Arlindo Junior, 18, Maciel Bento Gonçalo de Lira, 19, Nonato Nascimento, 33, e Fabricio Silva, 20.

O instituto informou que os homens foram atingidos por tiros nas regiões da nuca, cabeça e costas. Elas estavam de bruços –uma das características de execução–, e não tiveram reação aos bandidos.

Homens da Companhia de Polícia Militar de Nísia Floresta, do 3° Batalhão de Polícia Militar de Parnamirim e do Batalhão de Choque se deslocaram até o local, mas nenhum suspeito havia sido identificado e detido até o início da tarde. O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil de Nísia Floresta, onde ocorrerão as investigações.

 

PENITENCIÁRIA DE ALCAÇUZ

Em Nísia Floresta fica localizado o Complexo Penitenciário de Alcaçuz, onde contém a penitenciária Estadual de Alcaçuz e o presídio Rogério Coutinho Madruga. Em 14 de janeiro de 2017, Alcaçuz foi palco da maior chacina do Estado. Confrontos entre as facções criminosas Sindicato do Crime do RN e PCC (Primeiro Comando da Capital) mataram 26 presos –sendo 24 decapitados. Do Uol.