Comissão de Constituição e Justiça do Senado visita ex-presidente Lula

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal fez nesta terça-feira (17) uma visita às instalações da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba-PR, onde está preso desde o dia 7 de abril o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em entrevista à imprensa o presidente da Comissão, senador Edison Lobão (MDB-MA), disse que o presidente escolheu manter a sua dignidade e que, ainda que pudesse ter tido outra direção, “quer que provem que ele é culpado”. Até que isso aconteça, conforme informou Lobão ao reproduzir o que disse o ex-presidente Lula, é inocente. Disse que o petista tem plena convicção de que provará a sua inocência e que sairá limpo.

Durante a visita, foi feita verificação das condições da carceragem da Polícia Federal em Curitiba e das instalações em que estão todos os presos.

Além do senador Edison Lobão (MDB-MA), participaram da visita os senadores Roberto Requião (MDB-PR), Renan Calheiros (MDB-AL) e Jorge Viana (PT-AC) – autor do requerimento para realização da visita. Lula está preso na carceragem da Polícia Federal há mais de 100 dias.

“Eu o percebi com espírito elevado. É um homem de uma têmpera sólida, que não se abate com as dificuldades e que preferiu, ele mesmo, ficar aqui na carceragem da Polícia Federal do que ceder a sua dignidade. Ele não queria ser um fugitivo, ele queria ser um homem provando a sua inocência”.