Mergulhador morre em operação de resgate em caverna na Tailândia

Um ex-membro da Marinha tailandesa faleceu nesta sexta-feira (6) depois de ajudar os 12 meninos presos em uma caverna do norte da Tailândia, cujas possibilidades de regate são limitadas.

A morte do socorrista mostra a dificuldade de um resgate sem colocar em perigo a vida dos meninos e de seu treinador de futebol, presos há 13 dias na caverna de Thuam Lang.

O pessimismo aumentou entre as autoridades tailandesas, depois da alegria provocada pela descoberta, na segunda-feira, de que os jovens estavam vivos.

A Marinha tailandesa insinuou que possivelmente as equipes de emergência não terão outra alternativa a não ser tentar um resgate complexo e perigoso. A janela de tempo para retirar os jovens da caverna é “limitada”, admitiram as autoridades.

Soldados e policiais tailandeses prestam homenagem a Saman Kunan, quando avião da Marinha se preparava para decolar levando o corpo do mergulhador (foto: YE AUNG THU / AFP)