Home Maranhão Sede do Incra é novamente ocupada em Imperatriz

Sede do Incra é novamente ocupada em Imperatriz

Sede do Incra é novamente ocupada em Imperatriz

A sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) está ocupada desde a terça-feira, 05, por cerca de 220 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Em maio, esses movimentos sociais já tinham realizado uma ocupação do Incra e, desta vez, buscam resolver justo as pautas pendestes da ação passada.

Os trabalhadores buscam discutir a questão de uma ordem de despejo direcionada as mais de 300 famílias do assentamento Cipó Cortado, em João Lisboa. Além de reivindicarem melhorias na infraestrutura dos assentamentos e nas estradas de acesso aos locais. Os integrantes representam assentamentos das cidades de Açailândia, Bom Jesus das Selvas, João Lisboa, Itinga e Senador La Roque.

Ocupação no Incra.

Logo, espera-se resolver junto ao Incra, as solicitações apresentadas ainda no dia 15 de maio. O vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhosas Rurais de Açailândia, Francisco Martins, afirma que a pauta a ser resolvida é bem extensa. “Ela diz respeitos as áreas para a criação de assentamento, famílias que ainda não receberam os créditos e resolver a questão da liminar de despejo para o Cipó Cotado”, explicou Francisco.

Caso não haja resoluções para as problemáticas apontadas, o movimento crê que os próximos passos tangem contatar setores maiores em Brasília. A chefe da Unidade Avançada do Incra, Verônica Fonseca, conta que os processos pendentes estão sendo resolvidos em instâncias judiciais. “Todos os pontos tratados nas reuniões anteriores, vamos tratar novamente. Algumas já foram até iniciadas, e possuem resultados”, afirmou Verônica.