Home Maranhão Imperatriz Pesquisadores da UFMA criam iogurte sem lactose

Pesquisadores da UFMA criam iogurte sem lactose

Pesquisadores da UFMA criam iogurte sem lactose

Quando se fala em lactose, mencionamos os derivados do leite, o queijo é um deles. Entre tantos outros alimentos que possuem essa propriedade, também está o iogurte. Cerca de 53 milhões de brasileiros relatam sentir algum sintoma desconfortável associado ao consumo de produtos lácteos, segundo o Instituto Datafolha. Pensando nisso, um grupo de professores e acadêmicos do curso de Engenharia de Alimentos, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – Imperatriz, desenvolve o projeto “Elaboração e caracterização de “iogurte”, do leite de coco babaçu e coco da praia, como alternativa para pessoas com intolerância a lactose. O objetivo é oferecer uma nova opção de alimento para quem sofre com o problema.

Ainda de acordo com os dados do Datafolha, o número corresponde a 35% da população acima de 16 anos. Entre a parcela de intolerantes à lactose no Brasil, as mulheres representam 59% das pessoas afetadas De acordo com a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), no Brasil, estima-se que 44% dos brasileiros têm algum tipo de intolerância aos produtos lácteos (leite e derivados).

Com a pesquisa em andamento, a escolha do “iogurte”, a base do extrato do coco da praia e principalmente do coco babaçu, é devido ser um produto regional e pela disponibilidade de matéria-prima. As pessoas que lidam com este tipo de problema, tem carência de lactase, que é uma enzima que atua na digestão da lactose, um tipo de açúcar naturalmente encontrado no leite ou produtos derivados.

“Nós decidimos, a partir de uma demanda das pessoas com intolerância (visto que em Imperatriz tinha uma pouca opção de alimento para essas pessoas) procuramos um produto regional, como o coco babaçu, que dá pra ser extraído leite. E verificamos também o coco da praia”, explica a orientadora da pesquisa, Maria Alves.

A produção dura em torno de 45 dias, entre a coleta da matéria prima e os testes de laboratório que verificam e teor de gordura e a acidez do iogurte.

O que é lactose?

A lactose é um açúcar do leite. A sua estrutura é complexa e para que seja absorvida pelo nosso organismo necessita da ação de uma enzima, a lactase, que a degrada em glicose e galactose. É na forma destas moléculas mais simples que é absorvida, no intestino delgado, diretamente para a corrente sanguínea. Da corrente sanguínea passam para as nossas células onde têm um papel importante como fonte de energia e de importantes constituintes das membranas celulares.

Qual o motivo da intolerância?

Quando o organismo não produz lactase ou a sua ação é ineficaz, a lactose chega ao intestino grosso sem ser degradada e aí é fermentada por bactérias intestinais, podendo causar desconforto abdominal, diarreia, gases, cólicas, entre outros sintomas a que damos o nome de intolerância à lactose.

A incapacidade de produzir a enzima lactase pode ser genética ou ocasionada por algum problema intestinal. Para os indivíduos com intolerância, os principais sinais e sintomas são: inchaço do abdômen, cólicas abdominais, gases e diarreia, além das náuseas e vômitos. É o caso da estudante Gleyce Kelly, que descobriu a intolerância há dois meses. “Eu já tinha há bastante tempo, só que não sabia. O meu pai tem esse problema, e ele me viu apresentar alguns sintomas (gases, dores abdominais e diarreia), então decidi fazer os exames, daí eu tive a certeza. De certa forma, eu quis restringir todos os alimentos de origem animal, no caso os leite e seus derivados. A professora me apresentou essa opção e é muito boa”, conta.

Veja a lista de alguns alimentos que possuem lactose:

– Pão de leite e pães industriais

– Cereais de pequeno-almoço

– Purés de batata, sopas e pudins instantâneos

– Achocolatados

– Margarinas

– Maioneses e molhos para saladas

– Caramelos e chocolates

– Bolos de pastelaria e bolachas

– Salsichas

– Licores cremosos