Home Maranhão Saiba como agir ao encontrar caramujos africanos

Saiba como agir ao encontrar caramujos africanos

Saiba como agir ao encontrar caramujos africanos

Os caramujos africanos, moluscos terrestres tropicais originários do leste e nordeste da África, são uma espécie invasora com potencial para transmitir doenças, como a meningite. Após aparecerem em terras maranhenses, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais trouxe um alerta para cuidados que podem ser tomados pelas pessoas que encontrarem esses animais.

Caso você veja um deles na sua casa ou nas proximidades, é possível recolher o caramujo protegendo as mãos com luvas ou sacos plásticos. A transmissão de doenças não se dá pela pele, mas apenas se houver contato do muco com alimentos, objetos ou as mãos levadas à boca.

Por isso, a secretaria ressalta a proteção com relação às crianças. Essa situação está sendo avaliada pela SEMA e Secretaria de Saúde, que devem emitir comunicados e mais orientações em breve. Mas a orientação geral é proteger as mãos, colocar os caramujos em um recipiente com água e água sanitária na proporção 3:1 (por exemplo, 3 copos de água e 1 copo de água sanitária) por 24h. Após esse tempo, descarta a água na pia normalmente, os caramujos estarão mortos e podem ser colocados no lixo para recolhimento.

Queimar também é recomendado, mas há o risco de você se queimar, pois como eles contêm muita água no corpo, é preciso usar bastante álcool. Também é interessante quebrar as conchas antes de por na água sanitária ou queimar, tanto para acelerar a morte deles, quanto para evitar que a concha se torne criadouro para o mosquito da dengue. Informações adicionais podem ser consultadas no site da SEMA ou no telefone 9831948900.

Imagem: divulgação
Imagem: divulgação

Força-tarefa

No dia 26 de maio, foi realizada uma força tarefa para combater a ocorrência de caramujos africanos que estão se proliferando no Maranhão.

A estratégia de defesa para conter a proliferação desses moluscos é a catação manual, já foram realizados outros tipos de contenção, mas essa é a mais eficaz até o momento.

A bióloga e Superintendente de Biodiversidade e Áreas Protegidas da Secretaria de Meio Ambiente do Estado Janaina Dantas esteve no programa Na Hora D para falar sobre a ação e sobre os caramujos, confira:

Bióloga fala sobre combate à proliferação de caramujos africanos no Maranhão