Home Notícias Psicóloga fala sobre como lidar com casos de automutilação

Psicóloga fala sobre como lidar com casos de automutilação

Featured Video Play Icon

A psicóloga Raissa Bezerra Palhano, que integra o Conselho Regional de Psicologia do Maranhão e trabalha no Centro de Atenção Integral à Saúde da Criança e ao Adolescente e no Ambulatório de Saúde Mental Para Adultos, foi convidada pelo programa Na Hora D para falar sobre um assunto muito delicado: pacientes que fazem automutilação e com tendências suicidas.

Ela falou sobre a motivação das pessoas que se automutilam:

“Automutilação é o transtorno do impulso e uma coisa que escutamos das pessoas que se cortam intencionalmente é que elas fazem isso para aliviar uma dor, uma angústia, um sofrimento muito intenso. Essa dor psicológica é tão intensa que eles fazem isso para aliviar o que sentem”, diz ela,

Ela ressalta que é importante saber que a prática de automutilação não necessariamente estão associadas a tendências suicidas, mas que podem ocorrer quando o paciente faz um corte errado ou podem ser consequência da dor e sofrimento que eles sentem.

A psicóloga deu orientações de como lidar com parentes e amigos que lidam com transtornos psicológicos como esse. Confira a entrevista na íntegra acima.