Produções do MA são exibidas na Mostra Sesc a partir desta terça

“Cantiliana e os Herdeiros do Mal de Lázaro”, “Quem Passou Primeiro Foi São Benedito” e “Os Bem Aventurados” são algumas das obras cinematográficas que farão parte da Mostra Sesc de Cinema, que terá início nesta terça-feira (22) e segue até o dia 26 deste mês, no Cine Praia Grande.

Os filmes, selecionados no segundo semestre do ano passado, compõem a etapa estadual do projeto, que visa difundir e fomentar a produção audiovisual a nível nacional. As obras audiovisuais, entre curtas, documentários e longas, contam com um debate todos os dias após as exibições. A entrada é gratuita, com retirada de ingresso com 30 minutos de antecedência da sessão na bilheteria do cinema.

Imagem da produção “Quem Passou Primeiro Foi São Benedito” (Imagem: divulgação)

O primeiro dia do evento contará com as exibições de curtas-metragens e a presença de alguns criadores das obras. O documentário “Cantiliana e os Herdeiros do Mal de Lázaro”, com direção de Roberto Augusto Pereira, narra a história de uma mulher vítima de hanseníase no interior do Maranhão em meados dos anos 40 e resgata, a partir dos depoimentos, o cenário dispensado às pessoas acometidas por essa e outras doenças no Brasil do século XX. O curta integra a programação do dia 23, seguido de “A Vida Louca de Eparina’s Crazy”, “Memória de Ladrão de Almas”, “Casa de Madeira, Chão de Mangue” e outros.

A mostra também contará com um workshop no dia 25 de maio com o tema “A produção audiovisual independente e os mecanismos de fomento e registro da Ancine”, que será ministrado por Keyci Martins, das 14h30 às 18h, no Cine Praia Grande. A produtora e historiadora é radicada em São Luís e já teve suas obras selecionadas em festivais nacionais e internacionais e veiculadas em emissoras de Tv.

A Mostra Sesc de Cinema é dividida em duas etapas: estadual, abarcando as cinco regiões do país (Norte, Sul, Centro-Oeste, Nordeste e Sudeste) e nacional. Com o objetivo de promover discussão e intercâmbio entre os produtores, público e críticos, a edição 2018 da Mostra Sesc de Cinema traz um recorte de 14 obras audiovisuais maranhenses com o intuito de movimentar a economia local, a cena cultural e tornar-se um canal de fomento no processo de valorização e promoção pública, visto que em todo o Brasil há artistas de diversas gerações realizando filmes de forma independente.