Home Notícias Bira do Pindaré fala sobre ações do PSB e eleições à Presidência

Bira do Pindaré fala sobre ações do PSB e eleições à Presidência

Featured Video Play Icon

Nesta segunda-feira (21), o programa Resenha convidou o deputado estadual Bira do Pindaré, do PSB, para falar sobre as ações e metas do partido, incluindo alianças para a eleição à Presidência da República.

O também professor, advogado e mestre em Políticas Públicas, que está em seu segundo mandato, afirma que atualmente o partido está em uma situação de estabilidade. “Nós enfrentamos uma divergência muito forte com o senador Roberto Rocha, que foi eleito pelo partido, uma base de apoio ao governador Flávio Dino, mas como todos sabem, traiu seus aliados e seguiu um caminho diferenciado. O partido se encarregou de expulsá-lo. Ele seguiu o caminho dele e nós estamos seguindo o nosso”, afirma Bira.

Ele explica que o partido está completamente resolvido no plano nacional, reelegendo o presidente Carlos Siqueira, e também no plano estadual, com a reeleição do presidente Luciano Leitoa, prefeito de Timon. “Aqui na capital eu assumi a presidência até o ano de 2021. Portanto, temos uma situação hoje de estabilidade”, completa ele.

Interlocução estadual-nacional

Segundo o deputado, as relações em âmbito nacional e estadual também estão estáveis e deverão ser mediadas por integrantes do partido, como ele próprio, Luciano Leitoa e o advogado José Antônio Almeida.

“Luciano Leitoa integra a executiva nacional e tanto eu quanto o advogado Zé Antônio Almeida integramos a direção nacional do partido. Foi uma eleição que aconteceu no último congresso nacional em Brasília e é uma situação também que nos dá uma certa facilidade de interlocução hoje com a direção nacional, que está plenamente alinhada com o nosso projeto aqui no estado do Maranhão”, aponta.

Eleições 

Sobre as eleições, Bira do Pindaré afirma que o PSB está em diálogo com os candidatos.  “O partido nesse momento não tem nenhum pré-candidato à Presidência da República. Então provavelmente o PSB  vai se aliar com algum outro partido”, diz.

Ele confirma que estão sendo realizadas discussões com todos os partidos do campo democrático, inclusive com o Ciro Gomes, que segundo ele é o “presidenciável que demonstra mais interesse nessa aliança com o PSB”. Ele ressalta que, apesar disso, não há nada definido sobre as alianças do partido para a eleição à Presidência.

 

“Uma coisa é certa: o partido não vai apoiar candidaturas alinhadas com o projeto do presidente Temer e não vai entrar em uma aventura fascista como a do Bolsonaro. Portanto, buscará uma alternativa que seja viável e necessária para enfrentar essa crise, que foi criada a partir de um golpe terrível que aconteceu no país e que precisa retomar esse caminho democrático” 

Bira do Pindaré (PSB)

Ele também descarta suporte do partido a Geraldo Alckmin. “Não há hipótese do PSB apoiar o candidato do PSDB, porque representa as mesmas ideias que hoje são aplicadas pelo presidente Temer, como Reforma Trabalhista, Reforma da Previdência, entrega do pré-sal”, enfatiza.