Home Notícias Bem Estar Altas temperaturas exigem cuidado com a pele, diz especialista

Altas temperaturas exigem cuidado com a pele, diz especialista

Altas temperaturas exigem cuidado com a pele, diz especialista

As altas temperaturas marcam o período de veraneio em Imperatriz. Entre agosto e novembro, a seca predomina na região. Mas já podemos perceber o aumento do calor desde o mês de maio. É necessário que as pessoas fiquem em alerta acerca da exposição ao sol, seja durante o trabalho ou no lazer.

A dermatologista Nira Herênio diz que é imprescindível ter uma atenção especial quanto desidratação da pele e sempre fazer reposição do protetor solar. “Quem se expõe nos horários de sol mais forte, precisa usar chapéu, recorrer a roupas com proteção solar, usar hidratante, beber bastante água, ficar embaixo do guarda-sol, usar roupas de algodão e sempre fazer a reposição do protetor solar de três em três horas”, afirma.

Os hábitos cotidianos são muito importantes na prevenção ao câncer da pele e também no diagnóstico precoce da doença. Se detectado rapidamente, o câncer pode ser curável. De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), este é o tipo de tumor mais comum no Brasil: corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país, que tem mais de 176 mil novos casos de câncer da pele a cada ano.

O vendedor ambulante Josafá da Silva diz que procura sempre cuidar bem da pele. “A gente pega sol o dia todo, por isso temos que proteger a nossa pele, eu uso protetor solar, boné, camisas com mangas e ando sempre com o meu guarda sol”, conta.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê que, no ano 2030, serão registrados 27 milhões de casos novos de câncer, 17 milhões de mortes pela doença e 75 milhões de pessoas vivendo com câncer.