Mostra apresenta produção ceramista no Quilombo de Itamatatiua

Será aberta no dia 3 de maio, no Palacete Gentil Braga, em São Luís, a exposição ‘Um Saber Ancestral: a Produção Ceramista no Quilombo de Itamatatiua, em Alcântara/MA’. A exposição ficará aberta ao público no período de 3 a 30 de maio deste ano, das 9h às 12h e das 14h às 17h30.

Contemplada pelo Edital de Ocupação da Galeria Antônio Almeida, a mostra apresentará fotografias e peças em cerâmicas produzidas por ceramistas quilombolas, produtos de uma tradição secular.

Imagem: divulgação

Com fomento da Fundação de Amparo à Pesquisa ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), vinculada à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) do Governo do Maranhão, a exposição é o resultado de uma pesquisa coordenada pelo arqueólogo e historiador Prof. Dr. Arkley Marques Bandeira.

O professor Arkley destaca que antes da abertura da mostra haverá uma roda de conversa com as artesãs e o autor do projeto e na semana após a abertura da mostra serão disponibilizadas ao público oficinas de elaboração de objetos cerâmicos, além da venda de peças especialmente elaboradas para o evento.

A realização é do Observatório Cultural do Maranhão, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (PGCult), da Universidade Federal do Maranhão (Ufma). A mostra é uma promoção do Departamento de Assuntos Culturais da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Empreendedorismo (Dac/Proexce) da Ufma.

A exposição

Composta por peças cerâmicas, produzidas especialmente para a mostra por 14 ceramistas profissionais e quatro crianças aprendizes, em instalações coletivas que auxiliam na compreensão desse ofício ancestral, “a exposição é um pequeno fragmento de um texto que vem sendo construído a várias mãos, sobretudo pelas mãos de quem manipula o barro e transforma-o em arte”, explica Bandeira.

Oficinas

Na programação da exposição, estão oficinas de manipulação de argila para elaboração de objetos cerâmicos nos dias 04 e 09 de maio, das 8h30 às 11h30 e das 14h às 17h30. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas pelo site www.cultura.ufma.br ou pelos telefones 98 3272 9361 e 9362. As vagas são limitadas.

A oficina de Manipulação de Argila para Elaboração de Objetos Cerâmicos terá como facilitadores o docente da Ufma, Arkley Marques Bandeira e Eloisa de Jesus, Neide de Jesus e Ângela de Jesus, ceramistas de Itamatatiua. A carga horária é de sete horas/aula. A oficina propiciará uma imersão no universo da cerâmica artesanal com técnicas ancestrais.  A atividade será certificada aos participantes dos dois módulos.