Home Polícia Médico investigado em operação da PF é encontrado morto

Médico investigado em operação da PF é encontrado morto

Médico investigado em operação da PF é encontrado morto

O médico Mariano de Castro e Silva foi encontrado morto na noite de quinta-feira (12), no apartamento em que cumpria prisão domiciliar no bairro de Ininga, em Teresina-PI. Ele era suspeito de participar de um esquema na Saúde do Maranhão, que foi descoberto em operação da Polícia Federal.

O corpo do médico levado para perícia em Teresina. Ele ocupou os cargos de chefe do Serviço de Atendimento de Urgência (SAMU), na Prefeitura de Coroatá e de assessor da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

FOTO: Reprodução

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) lamentou a morte do ex-servidor e informou que ele foi vítima da Justiça. “O médico Mariano de Castro e Silva foi vítima do período absolutamente autoritário que vive o Brasil, com restrições de direitos, presunção de culpa e ofensa a preceitos fundamentais da Constituição”, informou a SES por meio de nota.

Operação 

Em 2015, a Polícia Federal no Maranhão deflagrou a Operação Sermão aos Peixes, com o objetivo de inibir o desvio de recursos públicos federais do Fundo Nacional de Saúde, destinados ao Sistema de Saúde do estado do Maranhão. Mais de 200 policiais federais e 10 servidores da CGU participaram da operação.

Leia também:

Polícia Federal deflagra Operação Sermão aos Peixes contra desvio de recursos públicos

PF deflagra mais uma fase da Operação Sermão aos Peixes

Investigados na Operação “Sermão aos Peixes” desviaram recursos das contas de hospitais da rede estadual