Home Maranhão Vítimas do acidente aéreo estão sendo veladas em São Luís

Vítimas do acidente aéreo estão sendo veladas em São Luís

Featured Video Play Icon

Corpos das vítimas da queda de helicóptero, entre os povoados Miritil e Lentel, próximo ao município de Rosário, estão sendo velados em São Luís. O velório do cirurgião Kleber Luz, do anestesiologista Jonas Eloi da Luz, do cirurgião vascular Rodrigo Braga ocorre no Conselho Regional de Medicina (CRM), localizado no Jardim Renascença. Já o piloto e policial civil Alfredo Oliveira Barbosa Neto está sendo velado na capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizada no bairro Cohab.

Registro após a queda do helicóptero  Imagem: reprodução/ WhatsApp

Diante da tragédia, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, decretou luto oficial de três dias no município. Por meio de nota, o prefeito informou que se solidariza com a família, amigos e pacientes que partilham a dor pela precoce partida dos três médicos, que dedicaram parte de suas vidas aos cuidados com o próximo, bem como com a família e amigos do policial civil, pedindo à Deus que conforte a todos neste momento de profunda tristeza.

O Governador do Maranhão, Flávio Dino, também se manifestou. O Governo expressou seu pesar e profunda solidariedade aos familiares e amigos que partilham a dor pela perda dos profissionais que dedicaram parte de suas vidas aos cuidados com o próximo.

Investigadores do Primeiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA I), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), informou que realizarão uma Ação Inicial da ocorrência. Essa Ação é o começo do processo de investigação do acidente e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos.

Vítimas

Rodrigo Braga, Jonas Eloi da Luz, Kleber Luz e Alfredo Oliveira Barbosa.

O médico Rodrigo Capobiango Braga era angiologista. Ele tinha 41 anos e era casado, deixou dois filhos e a esposa grávida de nove semanas.

Jonas era maranhense e seria o dono da aeronave que caiu. Casado ele deixa um filho de 15 anos. Com ele, viajava o primo e amigo José Kleber luz de 43 anos. Kleber era piauiense e veio ainda jovem para São Luís, onde estudou e se formou em medicina. Cirurgião geral, ele deixou esposa e 3 filhos. O mais velho deles, de 10 anos  foi ao velório dar o adeus ao pai.

O piloto Alfredo Barbosa Neto fez parte da primeira turma de tripulantes do Grupo Tático Aéreo da polícia e vinha pilotando apenas aeronaves civis nos últimos tempos. Parentes, amigos, ex-companheiros do GTA estiveram no velório do piloto, que segundo a família não era para ter embarcado nesse voo e tampouco queria voltar no dia de ontem por conta do mau tempo.

O acidente

Na tarde de ontem (1º), um helicóptero caiu em uma fazenda localizada entre os povoados Miritil e Lentel, próximo ao município de Rosário. Quatro pessoas estavam na aeronave que havia saído de Lima Campos (258km de São Luís), em direção ao aeroporto de Paço do Lumiar, na Grande Ilha. Chovia bastante na hora do acidente.