Home Maranhão São Luís Após audiência, promotora alerta para riscos em prédios do condomínio Jardins

Após audiência, promotora alerta para riscos em prédios do condomínio Jardins

Após audiência, promotora alerta para riscos em prédios do condomínio Jardins

“Na história do Ministério Público do Maranhão relativa a consumidor, nunca houve uma empresa que causasse tanto dano quanto a Cyrela”, afirma a promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti.

Falando à TV Difusora sobre a audiência realizada ontem (20), que tratou de problemas estruturais do condomínio Jardins, ela diz que os laudos emitidos sobre as irregularidades apontam para um risco de vida aos moradores. “Houve uma tentativa de conciliação de seis horas, onde não se chegou a um acordo, porque os laudos que nós temos dos órgãos que tem credibilidade e fé pública aqui no Maranhão, a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e Secretaria de Urbanismo, apontam para a inabitabilidade do prédio por risco de vida. Não está se falando de questões consumeristas simples, é uma questão de segurança, de prioridade absoluta”, disse ela.

A audiência proposta pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, envolvendo o Ministério Público do Maranhão, também contou com a presença de representantes das empresas Cyrela Brasil Realty S.A, Oxaca Incorporadora LTDA e Cybra de Investimento Imobiliário LTDA, além de condôminos do Jardins e dezenas de moradores dos subcondomínios Jardim de Provence e Jardim de Toscana, que também apresentaram irregularidades.

 Em nota, a empresa informou que “está empenhada em identificar e corrigir qualquer problema técnico em seus empreendimentos e reitera seu compromisso em dar todo apoio e assistência a seus clientes em São Luís”.

Leia também

Termina sem acordo audiência sobre Condomínio Jardins

MP pede interdição imediata dos condomínios Jardim de Provence e Toscana