Home Maranhão São Luís Celulares e armas são achados em celas de Tiago Bardal e policiais detidos

Celulares e armas são achados em celas de Tiago Bardal e policiais detidos

Celulares e armas são achados em celas de Tiago Bardal e policiais detidos

Durante revista na Delegacia Especial da Cidade Operária (Decop), realizada na manhã desta terça-feira (20), policiais civis encontraram quatro celulares, uma pistola municiada e um notebook nas celas do delegado Tiago Bardal, preso na Operação Combate à Corrupção que resultou na prisão de uma quadrilha de contrabando em São Luís, e dos policiais Joelson e Evandro que foram presos por suspeita de crime de extorsão, em Lago da Pedra (MA).

Na cela de Bardal foi encontrado um celular e notebook, enquanto na outra cela havia pistola com munição. Os materiais foram apreendidos pela Superintendência de Polícia Civil da capital, que está fazendo o levantamento do caso.

Operação Combate à Corrupção

Tiago Bardal teve o habeas corpus negado pela Justiça do Maranhão. O desembargador Tyrone José Silva informou não conhecer e não ter competência para esse caso de tráfico internacional de entorpecentes. Em defesa do delegado Bardal, os advogados Aldenor Cunha Rebouças Júnior e Erivelton Santos Gonçalves informaram, no documento de habeas corpus, que inexiste indícios de autoria, razão pelo qual a manutenção da prisão do delegado é incabível. O processo, julgado na última terça-feira (13), foi publicado ontem (19) no Diário da Justiça do Estado do Maranhão.

Além disso, o processo da quadrilha de contrabandistas está suspenso, segundo determinação da Justiça Federal que solicitou esclarecimentos da operação à Justiça Estadual. A decisão foi tomada pelo juiz Luiz Régis Bomfim Filho, que decidiu não realizar juízo sobre as medidas cautelares. Apesar dessa decisão, não foram alteradas a situação sobre os atuais presos.

A Operação ‘Combate à Corrupção’ resultou no estouro de dois depósitos clandestinos com mercadorias contrabandeadas na zona rural da capital. O ex-chefe de investigações criminais do estado, um coronel e policias militares, além do ex-vice-prefeito de São Mateus (MA), foram presos por suspeita de integrarem a quadrilha de contrabando. Nessa operação, 18 mandados de prisão foram expedidos.

Leia também: 

Mais de 10 mandados já foram cumpridos na Operação ‘Combate à Corrupção’

Informações da Operação Combate à Corrupção são passadas para a Justiça Federal

Decretada prisão preventiva do delegado Tiago Bardal e do advogado Ricardo Belo

Concedido Habeas Corpus a advogado que acompanhava Tiago Bardal

Documento revela detalhes sobre esquema de organização criminosa do MA

Áudio vazado de vice ex-prefeito é investigado pela polícia

Suspeitos de integrarem organização criminosa, PMs são presos em operação