Home Maranhão São Luís Quebradeiras de coco e quilombolas ocupam sede do Iterma em São Luís

Quebradeiras de coco e quilombolas ocupam sede do Iterma em São Luís

Quebradeiras de coco e quilombolas ocupam sede do Iterma em São Luís

Na tarde desta segunda-feira (5), quilombolas e quebradeiras de coco babaçu da cidade de Matinha, ocuparam a sede do ITERMA (Instituto de Colonização e Terras do Maranhão). A reivindicação se deve em virtude da regularização fundiária e retirada das cercas elétricas dos campos da Baixada Maranhense.

A coordenadora regional do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB), Rosenilde Gregório, destaca o motivo da ação.  “Queremos a regularização do território, a retirada das cercas e a retirada dos intrusos, que é o que impede de juntar o coco, ir ao campo para fazer a roça, ou seja, nos impedem de trabalhar”, afirmou.

O grupo passará a noite no órgão estadual. Amanhã (6), às 10h, na sede do ITERMA, será realizada uma reunião com as secretarias de estado Meio Ambiente, Segurança Pública e Direitos Humanos e Desenvolvimento.

O MIQCB, que abrange os estados do MA, PA, PI e TO atua no acompanhamento da situação das quebradeiras de coco e quilombolas da região da Baixada Maranhense que reivindicam a regularização fundiária e denunciam os problemas em buscarem os recursos naturais em virtude da grande produção de búfalos, o que levou ao aumento de cercas elétricas, em torno dos campos naturais e também nos babaçuais.