Home Maranhão Açailândia Assassina confessa de sargento da PM alega legítima defesa

Assassina confessa de sargento da PM alega legítima defesa

Assassina confessa de sargento da PM alega legítima defesa

Em depoimento à polícia, Gabriela Ferreira Costa, de 18 anos, afirmou que matou o namorado, o sargento da PM Emanuel de Jesus Araújo Frazão, por legítima defesa. O sargento era lotado no 26º Batalhão da Polícia Militar, em Açailândia, e foi morto na madrugada de ontem (31).

Segundo o que Gabriela disse à polícia, o casal estava na casa de Emanuel, quando foi iniciada uma discussão motivada por ciúmes. Na briga, o sargento teria ameaçado matar a mulher que, com medo, teria conseguido pegar a arma do policial e disparar contra ele em seguida com, pelo menos, oito tiros.

Ainda segundo a autora do crime, ao pegar a pistola, ela teria ouvido do sargento que se ele conseguisse tomar a arma dela, a mataria. Neste momento, então, ela teria decidido atirar.

Depois do primeiro tiro, o sargento correu para o banheiro, ela foi atrás e terminou o crime.

Com a arma, depois do homicídio, Gabriela teria rendido um vigilante para que ele a levasse à Praça da Bíblia, chorando muito e afirmando que tinha matado um policial de nome Araújo.

Ela tentou fugir numa van com destino ao povoado Pequiá, mas foi presa com a arma do crime e não reagiu.