Home Maranhão Imperatriz Pais de alunos reclamam da falta de vagas em escola de Imperatriz

Pais de alunos reclamam da falta de vagas em escola de Imperatriz

Pais de alunos reclamam da falta de vagas em escola de Imperatriz

Na semana de volta às aulas da rede municipal de Imperatriz, pais de alunos estão insatisfeitos com a falta de vagas. A Escola Municipal Amizade, a única do bairro Bom Jesus, não recebe mais alunos por já ter alcançado sua lotação, segundo moradores.

A escola tem capacidade para atender 350 estudantes e já está lotada. Por esse motivo, pais de alunos matriculam os filhos em escolas mais distantes e gastam dinheiro com transporte.

A dona de casa Elen Cristina é mãe de três crianças, duas delas já em idade escolar, 7 e 9 anos. Por conta disso, matriculou os filhos no local mais próximo. Como só encontrou disponibilidade na Vila Esmeralda, todos os dias ela vai deixar e buscar os dois filhos na escola de ônibus coletivo.

“É muita dificuldade, as crianças já chegam na escola cansadas, por que têm que acordar mais cedo para poder pegar ônibus, o que não seria necessário se tivéssemos mais escolas aqui no bairro”, comenta.

Por dia, a dona de casa diz que gasta cerca de doze reais para ida e volta. Isso porque a filha que tem 9 anos já paga passagem. Além do ônibus, ainda é preciso fazer um trecho do percurso a pé.

O residencial Dom Afonso Felipe Gregory (localizado no bairro Bom Jesus) foi entregue há quase três anos. Uma das propostas do conjunto habitacional era a construção de escolas e postos de saúde nas proximidades do bairro. Isso porque a área fica afastada do Centro.

No local, a construção do prédio onde deve funcionar uma creche e escola estava parada há quase um ano. A obra foi reiniciada na semana passada mas segue a passos lentos.  A aposentada Celina da Silva acompanha o esforço dos netos para estudar, enquanto a obra não fica pronta.

“Já temos três anos morando aqui, não temos escola e nem creche. Muitos pais ficam impossibilitados de trabalhar porque não têm onde deixar as crianças”, fala.  

A equipe da TV Difusora Sul enviou solicitação de nota para a Prefeitura de Imperatriz, mas até o fechamento desta matéria não obteve resposta.