Home Maranhão Número de estabelecimentos agropecuários aumenta no litoral leste maranhense

Número de estabelecimentos agropecuários aumenta no litoral leste maranhense

Número de estabelecimentos agropecuários aumenta no litoral leste maranhense

Segundo dados preliminares da coleta de dados do Censo Agropecuário, o litoral leste maranhense conta com um aumento na quantidade de estabelecimentos agropecuários em algumas regiões. Realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a pesquisa ainda está em campo em todos os estados do Brasil e deve se estender até o mês de fevereiro.

Iniciado no mês de outubro do ano passado, o Censo Agropecuário trata-se do principal e mais completo levantamento de dados sobre a produção agropecuária, florestal e aquícola de todo o país. O objetivo é obter informações sobre a estrutura e as atividades desenvolvidas pelos estabelecimentos e produtores agropecuários do país, bem como sobre a economia e o emprego no meio rural.

Imagem: divulgação

Barreirinhas

No município de Barreirinhas (distante aproximadamente 260 km de São Luís), a coleta de dados segue em ritmo acelerado. Prova disso é que o número de estabelecimentos agropecuários recenseados nessa cidade já superou o total que estava sendo estimado, evidenciando um aumento na quantidade de propriedades em relação ao último Censo Agropecuário, realizado há cerca de 10 anos.

A cidade dos Lençóis Maranhenses, um dos principais destinos turísticos não apenas do Maranhão, mas de todo o Brasil, também dispõe de uma forte presença na agropecuária. O município é o principal produtor de mandioca do estado conforme mostra o levantamento da Pesquisa Agrícola Municipal (PAM) do IBGE.

De acordo com os dados, no ano de 2016, o município produziu 46.500 toneladas de mandioca, sendo esse o produto da lavoura mais colhido na cidade naquele ano. O feito foi responsável por colocar Barreirinhas no primeiro lugar entre os municípios maranhenses que mais produzem mandioca e o oitavo entre os da Região Nordeste.

É em Barreirinhas ainda que está o povoado Tapuio, situado às margens do Rio Preguiças. A região é bastante frequentada por turistas que desejam conhecer sobre o processo de produção artesanal da farinha, desde o corte da mandioca até a sua disponibilização para a venda ou consumo.