Home Cultura Carnaval Passarela do Samba começa a ser montada

Passarela do Samba começa a ser montada

Passarela do Samba começa a ser montada

Começou ontem (19) a montagem da estrutura da Passarela no Anel Viário. O espaço está sendo preparado para os desfiles das escolas de samba, blocos tradicionais, blocos organizados, blocos afro, tribos de índio e demais agremiações carnavalescas.

A Passarela do Samba é um dos principais pontos de concentração dos foliões da capital. A estrutura conta com 200 metros de pista e capacidade de público de nove mil pessoas.

O espaço terá 26 camarotes para 20 pessoas cada; espaço institucional para 140 pessoas; 27 cabines de jurados; espaço com acessibilidade destinado para pessoas com mobilidade reduzida e idosos e ainda seis arquibancadas com cerca de três mil lugares. A entrada à passarela será gratuita.

ILUMINAÇÃO

Também estão sendo montadas sete torres de iluminação própria para o evento, com incidência de luz em torno de 185 kW de potência. O trabalho de iluminação do espaço é realizado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços (Semosp).

 

No local, também serão instalados banheiros químicos, central de atendimento de urgência/saúde, barracas de bebidas e comidas em seu entorno e área de concentração de agremiações.

SEGURANÇA

A segurança no Carnaval estará sob responsabilidade da Polícia Militar (PM), que estará com 1.200 policiais trabalhando na região metropolitana durante o período de festa. A Polícia Militar contará com o apoio da Guarda Civil e dos demais órgãos envolvidos. “A segurança no Carnaval se dá partir das ações integradas de todos os órgãos, municipais e estaduais. É importante que as pessoas obedeçam às regras, às leis e às orientações das autoridades”, destacou o coronel da PM Pedro Ribeiro.

COMÉRCIO INFORMAL

Durante a programação do Carnaval 2018, a Prefeitura de São Luís, por meio da Blitz Urbana, realizará o disciplinamento dos interessados em comercializar alimentos e bebidas no entorno da Passarela do Samba, no Anel Viário, e na Praça Maria Aragão. A fiscalização durante o período será reforçada, com o objetivo de garantir mais segurança para os foliões, além de prevenir acidentes com garrafas e recipientes de vidro, que serão proibidos durante os cinco dias de Carnaval.