Home Maranhão Imperatriz Estelionatário aplica golpe em moradores da Cafeteira e Vilinha

Estelionatário aplica golpe em moradores da Cafeteira e Vilinha

Estelionatário aplica golpe em moradores da Cafeteira e Vilinha

Um estelionatário aplicou golpes nos bairros da Cafeteira e Vilinha, em Imperatriz, e prejudicou muitos moradores do município. Desde o final de dezembro de 2017, Avenildo Filho de Aquino, que também já aplicou golpes na cidade de Grajaú, recebia pagamento de contas em um correspondente bancário, mas não o efetivava.

O correspondente bancário funcionava com dois atendentes. Após duas semanas aberto, e já com várias denúncias das vítimas, o correspondente foi fechado e o proprietário fugiu do local.  

Avenildo Filho de Aquino, de Goiânia, usava o nome falso de Marcos Avenildo Filho De Aquino Pinto para praticar os crimes. A dona de casa Meire Lucia, por exemplo, conta que chegou a pagar novecentos reais para Avenildo. “Foi uma sexta-feira à noite, quando meu esposo estava na igreja e viu a movimentação. Ele se aproximou e percebeu que tinha sido uma fraude da empresa”, relata.

A maioria dos moradores fizeram o pagamento de energia junto ao estelionatário. Após o ocorrido, alguns deles buscaram verificar os pagamentos no site da empresa responsável, a Companhia Energética do Maranhão (Cemar), mas notaram que ainda não tinha registro de pagamento.

O aposentado José Messias lamenta: “quase todo mundo aqui da Vilinha foi pego com esse golpe. Foi um prejuízo muito grande”.

Por meio de nota, a Cemar informou que “tão logo tomou conhecimento das reclamações de consumidores sobre as contas pagas no banco postal “Mais Promotora”, adotou todas as providências junto ao Banco do Brasil no sentido de verificar a regularidade da instituição financeira”. A empresa esclarece ainda o acompanhamento do caso “junto ao Banco do Brasil e que tomará todas as medidas judiciais e administrativas cabíveis ao caso”.

O estelionatário está foragido e já tem passagem pela polícia pelo mesmo crime.  Em 2016, chegou a ser preso no município de Grajaú pelo mesmo crime de estelionato. Na época, o nome da loja mantida por ele era “Pague Fácil Grajaú”. Avenildo foi preso em flagrante e confessou o crime, mas foi solto ainda no ano passado.