Home Brasil Rebelião de Alcaçuz completa 1 ano

Rebelião de Alcaçuz completa 1 ano

Rebelião de Alcaçuz completa 1 ano

Neste domingo (14), completa um ano do massacre de Alcaçuz, no qual 26 detentos foram mortos em uma batalha entre facções que aconteceu na maior penitenciária do Rio Grande do Norte. O caso, que aconteceu em 14 de janeiro de 2017, teve grande destaque nacional.

Imagens divulgadas pela imprensa na época exibiram vários momentos de tensão da briga entre presos, incluindo homens sobre os telhados de pavilhões empunhando paus, pedras e barras de ferro. Vestindo calções azuis, alguns detentos enrolaram camisetas brancas na cabeça para esconder o rosto. Alguns portam bandeiras improvisadas com lençóis enquanto gritam palavras de ordem como “a vitória é nossa”, em aparente provocação a integrantes de facções rivais. A rebelião trouxe pânico para a população do estado.

 

Imagem: reprodução/UOL Notícias

Se passaram duas semanas até que o poder estadual retomasse o controle da sua maior unidade prisional. O resultados foram sangrentos: várias pessoas mortas de forma violenta e muitos corpos decapitados espalhados pelo local. Em maio do ano passado, mais de três meses depois do início da rebelião, três corpos e 15 cabeças ainda aguardavam o exame de DNA, para identificação.

Atualmente, os culpados ainda não foram punidos – segundo o governo, o Ministério Público Federal pediu um prazo maior para concluir a investigação. Dezesseis pessoas continuam desaparecidas. Um ano depois, a superlotação ainda é um problema da prisão: Alcaçuz tem 2.100 detentos – quase o dobro do número que tinha quando a rebelião estourou.