Home Polícia Pai pede que polícia seja mais rígida e chama policiais de monstros

Pai pede que polícia seja mais rígida e chama policiais de monstros

Pai pede que polícia seja mais rígida e chama policiais de monstros

O cantor Evandro Costa chamou de “monstros” e incompetentes os policiais da viatura que fizeram abordagem à sua família e disparam contra o carro em que estavam, levando à morte sua filha Emily Caetano, 9 anos. De acordo com Evandro Costa, o governo do Piauí não tem demonstrado o mínimo de atenção com a família. As informações são do portal Cidadeverde.com.

Além de lembrar que a família ainda está abalada e revoltada com o ocorrido, ele pediu para que a polícia seja mais rígida no julgamento desses casos. Mais uma vez Evandro Costa pediu justiça.

“A gente está muito revoltado com isso que aconteceu, e a gente queria que a polícia militar fizesse o mesmo. A gente pede justiça ao Estado, que colocou esses dois monstros para trabalhar, que eu não chamo de policiais, pela incompetência deles. A gente pede que a polícia militar acompanhe mais esses casos, seja mais rígida, principalmente neste caso que foi uma tragédia horrível e uma perda muito grande, que foi a minha filha que se foi, que não vai voltar. A gente está muito abalado”, desabafou o pai .

 

Leia também

Pai de menina morta por PM recebe alta e sai do hospital com perda de audição

 

Ele acrescentou: “Minha filha era uma menina muito inteligente, muito educada, muito obediente aos pais e a gente está sem condições até de entrar em nossa casa, eu, minha esposa e minhas filhas. Graças a Deus não foi pior, era para ser um perca maior porque eles colocaram para matar todo mundo, mas Deus interviu e colocou sua mão maravilhosa e livrou a gente”.

O cantor contou também que está recebendo ajuda de amigos e fãs e segundo ele, o governo do Estado não fez um telefonema para a família. “Por onde eu e minha passamos, a gente adquiriu vários amigos e fãs e graças a eles, a gente está tendo pessoas solidárias que estão ajudando com alimentos, com muita coisa, sem deixar nada faltar. Já não posso falar o mesmo do governo do Piauí, que nem se quer liga para gente para ver se a gente está vivo”.

Relembre o caso

Na noite do dia 25 de dezembro deste ano, o casal Evandro Costa e Daiane Felix estava com as três filham em um carro vermelho – modelo Clio – quando começaram a ser perseguidos por uma viatura da Polícia Militar do Piauí. Inicialmente, eles não obedeceram a ordem de parar o carro, pois estavam com receio de serem multados, pois a filha mais nova do casal, um bebê de oito meses, não estava no bebê-conforto e com a mãe no banco da frente.

Os policiais da ocorrência alegam que estavam em busca de um carro com as mesmas características e estaria envolvido em um assalto na região. Segundo Daiane Felix, os tiros contra o carro só começaram quando o veículo já estava parado. A mãe chegou a descer do carro pedindo para o policial para de atirar, pois tinha criança no veículo. Os policiais estão presos no presídio militar e  serão indiciados por homicídio qualificado e fraude processual.