Home Maranhão São Luís Polícia Civil e Caema investigam motivo de problema em conexão do Italuís

Polícia Civil e Caema investigam motivo de problema em conexão do Italuís

Polícia Civil e Caema investigam motivo de problema em conexão do Italuís

SÃO LUÍS – Uma equipe da Polícia Civil esteve ontem (10) no local onde foi registrado o problema na conexão feita no novo Sistema Italuís, às margens da BR-135. Na área foi feita uma perícia para identificar o que causou essa situação.

O presidente da Caema, Carlos Rogério, afirmou em entrevista coletiva que uma empresa foi contratada pela Companhia para fazer a auditoria técnica sobre o problema na conexão do novo sistema. A auditoria é externa e deve ser concluída em 15 dias. “A Polícia Civil também está conduzindo uma perícia para elucidar os motivos do problema. E as empresas contratadas para fazer a obra também farão uma auditoria. São, portanto, três procedimentos independentes”, aponta informe do Governo do Estado.

“Depois da auditoria teremos que fazer a recuperação dessa peça ou a construção de uma nova peça, e no tempo exato estaremos anunciando uma parada curta”, explicou Carlos Rogério, esclarecendo que a futura parada no sistema será curta “porque hoje foram inseridos mecanismos que permitem ser feito o bloqueio de pequeno trecho da adutora sem mais aquele tempo longo de esgotamento e de enchimento da adutora”.

O problema foi encontrado na noite de sábado (9). A falha foi detectada após o reinício do bombeamento de água na nova adutora. Segundo o Governo do Estado, o problema está numa peça fabricada por uma das empresas contratadas para fazer a instalação da nova adutora.

“Houve uma estranha ruptura numa peça em formato de Y. Isso formou uma espécie de ‘bucho’ na peça, como se tivesse havido a retenção do fluxo de água por alguma razão. Eu determinei que a Polícia Civil venha e faça uma perícia para examinar o que aconteceu tecnicamente”, disse o governador Flávio Dino, que esteve durante todo o domingo supervisionando o trabalho dos técnicos e engenheiros no local.

As equipes da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) e das empresas privadas contratadas para instalar a nova adutora trabalham desde o fim da noite de sábado para restabelecer o abastecimento.

Após o vazamento da nova adutora do Sistema Italuís, registrado na madrugada desse domingo (10) centenas de moradores da capital amanheceram sem água nas torneiras.

O serviço de abastecimento de água foi interrompido desde a última quarta-feira (6) por conta da instalação da nova adutora, e deveria retornar no sábado (09).

Por conta do vazamento, o sistema foi desligado novamente para reparos. Com isso, o restabelecimento da água não pôde ser realizado em diversos bairros da capital .

Em nota, a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), afirmou que o abastecimento “começa a ser normalizado ainda nesta segunda-feira. Como o sistema é extenso, a água leva algum tempo para chegar a todas as residências atendidas. Por isso, o abastecimento não será feito ao mesmo tempo em todas as casas”.

Aguardando o retorno da água, os maranhenses estão encontrando soluções para compensarem a falta de água. Confira: