Home Notícias Economia Consumidores reclamam de produtos não entregues depois da Black Friday

Consumidores reclamam de produtos não entregues depois da Black Friday

Consumidores reclamam de produtos não entregues depois da Black Friday

SÃO LUÍS – Quem esperou o ano todo pela Black Friday para conseguir descontos imperdíveis em produtos pode ter agora uma dor de cabeça extra para receber os objetos comprados pela internet, antes do ano que vem. É que de acordo com o site Reclame Aqui, que oferece um canal de denúncias e reclamações contra empresas, o número de reclamações após a Black Friday bateu recorde este ano.

Denúncias de propaganda enganosa, prazos que não foram cumpridos, preços divergentes e outros foram relatados pelos consumidores que realizaram as compras online.

Em pouco mais de uma semana desde a Black Friday, que aconteceu no dia 24 de novembro, 25.800 queixas foram registradas por consumidores de todo o Brasil, o que equivale a mais de 2 mil reclamações por dia.

Como previsto, o atraso na entrega se tornou o problema mais relatado entre os consumidores, com 8,9% dos casos. Durante as 24 horas do evento, o maior motivo de queixa foi propaganda enganosa, que aparece hoje na terceira posição, atrás de problemas na finalização da compra.

Para o estudante de direito Samuel Serafim, que comprou um smartphone pela internet durante o período, o que era para ser um momento de economizar e comprar um produto desejado acabou se tornando um problema. Sete dias depois de realizada a compra, a loja ainda não havia emitido a nota fiscal.

Sem a nota fiscal, o produto não pode ser enviado para o cliente. “Mesmo com o pagamento confirmado, não me enviaram a nota fiscal ainda. Acredito que isso seja um truque para ganhar tempo, já que eles com certeza têm muitos produtos para enviar, por conta da black friday”, diz o estudante.

De acordo com o site, as dez grandes lojas que mais receberam reclamações e denúncias foram:

  • Lojas Americanas.com
  • Netshoes
  • Magazine Luíza – Loja Online
  • Kabum
  • Submarino
  • Saraiva
  • Casas Bahia
  • Walmart
  • Extra
  • Natura

Principais reclamações

Na Black Friday (23/11 à 00h de 25/11)

Total: 3,5 mil reclamações

1. Propaganda enganosa – 13,5%

2. Problemas na finalização da compra – 9,6%

3. Divergência de valores – 8,8%

Pós-Black Friday (23/11 – 01/12)

Total: 17 mil reclamações

1. Atraso na entrega – 8,9%

2. Problemas na finalização da compra – 8,6%

3. Propaganda enganosa – 8%

Muitas denúncias, poucos descontos

Durante a cobertura do evento, o Reclame AQUI não constatou descontos surpreendentes como era esperado, e recebeu muitas denúncias de consumidores sobre sites falsosfretes abusivos e mais caros que os produtos, além do tempo de entrega.