Home Maranhão Imperatriz Projeto de transporte gratuito para deficientes completa um ano

Projeto de transporte gratuito para deficientes completa um ano

Projeto de transporte gratuito para deficientes completa um ano

O projeto Travessia completou um ano de serviços prestados em Imperatriz e região Tocantina. O serviço foi implantado e está disponível desde o dia 2 de dezembro de 2016. Só em Imperatriz já foram registradas quase 10 mil viagens. São 320 pessoas cadastradas na cidade.

O projeto possibilita que pessoas com deficiência tenham transporte na porta de casa para deslocamento em casos de saúde, educação, trabalho e lazer, por meio de agendamento e gratuidade. O atendimento também inclui os municípios de João Lisboa, Senador La Rocque, Edson Lobão e Davinópolis.

“São para pessoas que não tem condições de usar outro tipo de transporte. As nossas vans são adaptadas para as pessoas que não tem condição. É preciso dar ênfase que o serviço travessia é um transporte paliativo, ele não substitui o transporte público. Então, você que é cadastrado e não conseguir marcar, pode utilizar outro transporte, porque tem outras pessoas sendo atendidas. Ele é gratuito”, diz a coordenado do serviço de travessia, Jady de Sousa.

Subsidiado pelo Governo do Estado, o serviço Travessia é parte das iniciativas que promovem a inclusão social e cidadania, além da gestão pública de serviços essenciais como a mobilidade.

Com capacidade de atendimento para até mil viagens/mês, o Serviço ‘Travessia’ é executado em vans adaptadas, e com capacidade para levar até três cadeirantes e seus acompanhantes em Imperatriz e cidades da região.

Para a dona de casa Cleia Correa, que faz uso dos serviços, o projeto é grande valia. “Depois da Travessia melhorou 100% para mim. O carro é todo apropriado, e faço uma viagem confortável, não me machuca em nada. Me atendem bem, não tenho do que reclamar. Eu ligo para o motorista e ele vem me buscar. Como eu, tem muitas pessoas que precisam também”, diz a dona.

 

Como participar?

Para ter acesso ao Travessia, o candidato deverá se dirigir aos pontos de atendimento, que em Imperatriz funcionam no Viva Cidadão do Imperial Shopping e na Rodoviária. É preciso apresentar a Ficha de Avaliação Médica (retirada pelo site www.mob.gov.br) e cópia da carteira de identidade, cópia do Cadastro de Pessoa Física e cópia de comprovante de residência. A Ficha de Avaliação Médica deve ser preenchida, assinada e carimbada pelo médico responsável pelo acompanhamento do candidato, contendo CID e indicando o CRM do profissional responsável pela avaliação.

O transporte de cadeirantes é realizado em veículos do tipo van, devidamente adaptados e climatizados com espaço para até seis pessoas por viagem – entre usuários e seus acompanhantes – além de lugar para bagagens.

No caso de atendimento à microcefalia, o serviço disponibiliza um veículo com cadeirinha específica para o transporte de crianças, de acordo com as normas de segurança do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O carro tem capacidade para levar até duas crianças e seus acompanhantes em cada viagem.