Home Notícias Marinha descarta possibilidade de achar tripulantes do submarino

Marinha descarta possibilidade de achar tripulantes do submarino

Marinha descarta possibilidade de achar tripulantes do submarino

A Marinha da Argentina expressou neste sábado sua “tremenda dor” pela perda dos 44 tripulantes do submarino ARA San Juan, que desapareceu no dia 15 de novembro. As informações são da Agência EFE.

“O ambiente externo, o tempo transcorrido e a falta de qualquer evidência impedem sustentar um cenário compatível com a vida humana”, disse o porta-voz da Marinha, capitão Enrique Balbi.

“Nesse momento de tremenda dor que afeta todos os argentinos, a Marinha reitera categoricamente seu compromisso de continuar com a busca do submarino até esgotar todos os meios ao nosso alcance”, completou o porta-voz.

Além disso, Balbi afirmou que a Marinha seguirá acompanhando os familiares dos tripulantes e auxiliando sem suas necessidades, sem um limite de tempo, nesse momento de dor e perda para todos.

Balbi confirmou que ainda não foi possível localizar o submarino, que fez seu último contato no dia 15 de novembro, quando estava a cerca de 430 quilômetros do litoral argentino.

O porta-voz reiterou que as buscas continuarão, mas explicou que a Marinha encerrou na quinta-feira a fase inicial do trabalho, no qual havia a possibilidade de encontrar os tripulantes com vida.

“Essa decisão foi tomada após uma rigorosa análise da Marinha a partir de todas informações e dados obtidos por meios próprios, e também os provenientes de outros países e agências, tanto civis como militares”, explicou o porta-voz.

Balbi indicou que as tarefas de busca focarão no envio de um equipamento remoto russo até uma profundidade de 447 metros, um ponto onde um sensor detectou um “contato”. A imagem captada por ele foi identificada como uma “deformação” de 66 metros de comprimento.

Há outros três pontos de contato para aonde a Marinha da Argentina enviará submersíveis no domingo para descobrir se eles correspondem ou não ao ARA San Juan.