Home Maranhão Imperatriz Sem previsão, paciente com aneurisma cerebral espera por cirurgia

Sem previsão, paciente com aneurisma cerebral espera por cirurgia

Sem previsão, paciente com aneurisma cerebral espera por cirurgia

Edilurdes Silva de Almeida, 46 anos, está internada no Hospital Municipal de Imperatriz, o Socorrão, há mais de um mês. Após se sentir mal, ela foi levada para o hospital e diagnosticada com aneurisma cerebral. A paciente está à espera de uma cirurgia emergencial, mas não tem previsão para ser realizada.

Depois de fortes dores de cabeça e desmaio, a mulher permanece internada à espera da cirurgia. A irmã da paciente, Marlene Almeida, conta que há uma liminar com a exigência da cirurgia e pedido para o tratamento fora do domicílio (TFD).

A família quer denunciar o poder público e a negligência do Hospital no tratamento da paciente. Ela tem dois filhos e, por conta da doença, tem delírios e pergunta por uma filho que não “existe”. De acordo com a família, os médicos já confirmaram que a paciente precisa realizar uma embolização cerebral, cirurgia avaliada em 115 mil reais.

“O aneurisma é como uma bomba relógio. A gente não pode esperar mais para ela ter outro e vir a óbito. Para eles, só é mais um, mas pra nós não, ela é minha irmã. A gente quer que eles façam o procedimento que precisa ser feito. Ela já teve dois sangramentos, graças a Deus ela está viva, mas já não fala coisa com coisa. O problema está se agravando. Eles estão esperando ela morrer para não gastar”, diz a irmã da paciente, Marlene Almeida.

A família entrou com uma ação no ministério público com a exigência da cirurgia e com o pedido para o tratamento fora do domicílio. O prazo estipulado, de 10 dias, já foi descumprido pelo município e, até agora, Edilurdes espera pela cirurgia.

O que é um aneurisma?

O aneurisma ocorre quando um vaso sanguíneo ou artéria se dilatam de forma anormal, devido a uma falha muscular da parede da artéria. Das duas ocorrências o aneurisma cerebral é considerado o mais perigoso, pois ao romper-se dentro da cabeça produz lesão e aumento da pressão intracraniana, podendo causar a morte.

Os aneurismas também podem ocorrer em qualquer artéria do corpo, como as de coração, rim e abdômen. Os do tipo cerebral e da aorta torácica e abdominal apresentam altas taxas de mortalidade.

Causa – O aneurisma surge pelo enfraquecimento ou defeito da parede arterial. A pessoa pode nascer com o problema ou adquiri-lo com o passar do tempo, a partir de fatores como hipertensão (não controlada com medicamentos), tabagismo ou traumatismo (golpes ou ferimentos penetrantes na cabeça). Casos de aneurisma são mais frequentes entre mulheres. O risco de rompimento aumenta com a idade (a média é aos 55 anos).

Como é feita a embolização?

Por meio da introdução de um cateter na artéria femoral na região inguinal (coxa) é possível chegar até o aneurisma no cérebro. Tudo é assistido, por meio de imagens radiológicas, através de um monitor de TV. Dentro desse cateter, passam os fios de platina que são colocados no local do aneurisma em forma de espiral, formando uma espécie de malha, preenchendo o local, evitando, assim, o seu rompimento e o derrame cerebral.

*****A equipe de reportagem solicitou nota à assessoria da Prefeitura sobre o caso e está no aguardo de um posicionamento.