Home Polícia Tentativa de assalto em faculdade traz alerta para segurança no local

Tentativa de assalto em faculdade traz alerta para segurança no local

Featured Video Play Icon

Nessa quinta-feira (16), foram apresentados os quatro suspeitos da tentativa de assalto que aconteceu nas unidade da Faculdade Pitágoras, no Turu,  durante a noite da última terça-feira. Um deles, identificado como Elias Loureiro é estudante de engenharia mecânica do Pitágoras e facilitou a entrada dos comparsas na instituição de ensino. Os outros três presos são Jean da Conceição, Jeferson Silva e Denilson Diniz.

Durante o crime, um professor, que também é aluno da faculdade, reagiu ao assalto e acabou trocando tiros com os suspeitos. Um dos assaltantes foi atingido de raspão no pescoço e no pé e o oficial da polícia foi atingido na mão.

O caso deixou os alunos da faculdade em alerta para a segurança no local, como é possível conferir acima, na reportagem da TV Difusora.

Em nota, a instituição afirmou que “está em contato permanente com as autoridades de segurança pública e adotará diversas medidas que já estavam no plano de ação, como: instalação de catracas para acesso ao campus, aumento do número de vigilantes em todos os espaços da unidade, instalação de cancelas para o estacionamento, implantação de mais câmeras de monitoramento nos diversos departamentos da instituição, dentre outras ações“.

Logística do crime

No momento do assalto, Elias teria ficado com Jean dentro do carro, enquanto os outros dois seguiram em direção à sala de aula do estudante. Jeferson estava armado e Denilson ficou responsável por recolher os objetos das vítimas.

Depois da ação criminosa, Elias registrou uma ocorrência do roubo do próprio carro para criar o seu álibi, mas esse foi o fato que levou a polícia a descobrir a verdade sobre o caso: após investigações, foram encontradas outras ocorrência feita pelo estudante, do roubo do seu carro, tendo ele posteriormente encontrado o seu veículo. “Nós achamos muito estranho e imaginamos logo que ele estaria tentando criar um álibi. Então continuamos investigando, levamos ele para a delegacia, e após uma hora de interrogatório, ele confessou o crime”, aponta o superintendente da SPCC.

Confira mais informações sobre o caso na reportagem da TV Difusora: