Home Polícia Justiça mantém prisão do assassino confesso de Alanna Ludmilla

Justiça mantém prisão do assassino confesso de Alanna Ludmilla

Justiça mantém prisão do assassino confesso de Alanna Ludmilla

Na manhã desta terça-feira (8), aconteceu a audiência de custódia do preso Robert Serejo Oliveira, assassino confesso da menina Alanna Ludmila, que foi encontrada morta na última sexta-feira (3). Presidiu a audiência a juíza Janaína de Carvalho, da Central de Inquéritos e Custódia da Comarca da Ilha de São Luís.

A magistrada manteve a prisão temporária, seguindo os próprios fundamentos da sentença da juíza Lícia Cristina Ferraz de Oliveira, que decretou a prisão durante o plantão criminal. Na ocasião, ela alegou que haviam indícios de autoria no crime e apontou a necessidade de que fossem prestados maiores esclarecimentos e individualizada a conduta, possibilitando a realização de todas as diligências indispensáveis à apuração do caso.

Por se tratar de um crime hediondo, a temporária tem duração de 30 dias, a contar da data da prisão, que ocorreu no último sábado (4).
Participaram da audiência de custódia, no Fórum Des. Sarney Costa (Calhau), a promotora de justiça Norimar Gomes Nascimento e o defensor público Vinícius Goulart Reis.