Home Maranhão Mais de 46 mil propriedades rurais já foram recenseadas no MA

Mais de 46 mil propriedades rurais já foram recenseadas no MA

Mais de 46 mil propriedades rurais já foram recenseadas no MA

Passado um mês do início da coleta de dados do Censo Agropecuário 2017, mais de 46 mil propriedades rurais no Maranhão já foram visitadas pelos recenseadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que estão em campo coletando os dados. A pesquisa segue até 2018 em todo o Brasil, com o objetivo de mostra a realidade do setor agropecuário do país.

No Maranhão, 289.085 estabelecimentos agropecuários devem ser recenseados até o próximo ano. Desse quantitativo, 46.538 propriedades já receberam a visita dos recenseadores do IBGE, o que representa um total de 16,10% de cobertura. Apenas no fim da coleta de dados, no primeiro semestre de 2018, será possível saber de fato em quantos locais foi feita a pesquisa, pois alguns desses estabelecimentos podem ter desaparecido ou então novos foram criados desde o último censo agropecuário, realizado no ano de 2007.

A coleta dos dados para a pesquisa será realizada em todos os 217 municípios maranhenses. Para isso, as agências do IBGE espalhadas em 19 cidades do estado estão mobilizadas para a realização dessa tarefa. Com o intuito de facilitar os trabalhos, o Maranhão foi dividido em 39 subáreas, nas quais existem 51 postos de coletas, onde os 921 recenseadores trabalharão para o levantamento dos dados. Ao todo, 1.223 profissionais estão diretamente envolvidos nas atividades.

Brasil

Em todo o Brasil, a expectativa é fazer o recenseamento em mais de 5,2 milhões de estabelecimentos agropecuários. No Nordeste já foram recenseados 486.234 estabelecimentos (19,62% do total que é de 2.477.725). O percentual de recenseamento nas outras regiões brasileiras é: Sudeste, com 22,48%; Sul, com 20,24%; Centro-Oeste, com 17,62%; e Norte, com 15,63%.

Mesmo não acontecendo simultaneamente em todos os municípios, o Censo Agro já foi iniciado em todos os estados do Brasil. A diferença no ritmo da coleta é ditada pelas particularidades de cada local. Em todo o país, a previsão é fazer o recenseamento em 5.252.363 estabelecimentos agropecuários. Até o momento, a pesquisa foi feita em 1.036.867 propriedades rurais, o que corresponde a um percentual de 19,74% de cobertura.

Com mais de 20 mil recenseadores e supervisores em atividade, outubro, o mês inicial da coleta do Censo Agropecuário 2017 foi um período de ajustes, mas cumpriu as expectativas, superando o primeiro milhão de estabelecimentos visitados por todo o Brasil. A tendência é que o ritmo de trabalho aumente nos próximos meses, com mais agentes em campo e aprimoramentos nos processos da operação.

Mesmo com o início sem maiores sobressaltos, o IBGE segue atento ao ritmo da coleta do Censo Agro. Um dos motivos é que seu orçamento tem anos fiscais distintos (aproximadamente R$ 505 milhões em 2017 e R$ 280 milhões em 2018), o que faz com que a pesquisa tenha de concluir determinadas etapas até o fim de dezembro para aproveitar todos os recursos disponíveis.