Home Cultura Grupo de Samba Palmares comemora 28 anos

Grupo de Samba Palmares comemora 28 anos

Grupo de Samba Palmares comemora 28 anos

Celebrando um dos mais antigos marcos das roda de samba em São Luís, o grupo Palmares comemora 28 anos de existência com grande festa que será realizada no domingo, dia 8 de outubro, na casa de samba Fundo de Quintal. Grandes atrações fazem parte da comemoração, que tem início às 14h. Entre elas, estão os grupos Samba da Feirinha, Feijoada Completa, De pai para Filho, Marcados e Suburbanos. Apresentam-se também Anderson Feijoada, Valbinho e Pedrinho, Cupim e Ribão d’Oludô.

Formam o Palmares José de Ribamar Assunção Gomes, popularmente conhecido como “Riba”, que assume o comando do grupo; Seus filhos Ronald, Ronildo, Roner e Rogeris, os netos Patrick e Paulo Vitor e os amigos Marco Tatu (um dos maiores luthiers do Brasil), Gabriel e Fabinho. O Grupo é o único grupo do Maranhão que leva aos palcos três gerações de sambistas.

Aos interessados em se juntarem à festa, estão sendo vendidas as camisas e ingressos do evento a R$ 25. Será distribuída uma feijoada no local.

Grupo Palmares

Antes que o samba passasse por uma expansão e se popularizasse em São Luís, o grupo que daria origem ao Palmares já agitava os domingos do Sacavém com muita música. A família se reunia com os amigos no fundo de quintal da casa nº 79 na Rua da Alegria, no bairro do Sacavém e colocavam o samba para tocar depois das partidas de futebol. Assim, em 10 de agosto de 1989, foi formalizada a criação do Grupo de samba Palmares.

O Grupo se expandiu, junto com a casa de samba “Fundo de Quintal”, local de suas apresentações, sendo hoje referência e resistência do samba maranhense. O Palmares já participou de vários festivais de samba na década de 1990, sendo premiado por duas vezes com a segunda colocação no Festival de Samba do Reviver e Festival de Samba do Parque Folclórico da Vila Palmeira, além do Festival de samba do Casino Maranhense.

Em 2005, o grupo teve seu primeiro CD autoral gravado e contou com as participações ilustres dos cantores Zeca Baleiro e Alcione. A partir de então, vem fazendo um trabalho de resgate e desenvolvimento da cultura maranhense.