Home Maranhão Laboratórios utilizam tecnologias de ponta em exames infantis

Laboratórios utilizam tecnologias de ponta em exames infantis

Laboratórios utilizam tecnologias de ponta em exames infantis

Estar a par da saúde das crianças é fundamental e deve ser um exercício contínuo, a exemplo do check up infantil. A partir do primeiro ano de vida já é fundamental criar essa cultura e estabelecer uma regularidade de visitas ao médico, no intuito de prevenir doenças e identificar tendências antes dos problemas surgirem.

Por vezes, é importante também fazer exames laboratoriais dos mais diversos tipos, em especial, o exame de sangue, a exemplo de análise de hemograma, glicemia creatinina e ureia. Só que não se pode desconsiderar as condições nas quais a criança fará esses exames, de modo a tornar tais experiências o mínimo desagradáveis (ou traumáticas) possível.

Daí o grande investimento das principais redes laboratoriais em recursos tecnológicos que têm objetivo de dar mais comodidade ao público infantil. Algumas dessas ferramentas da medicina laboratorial que merecem destaque são os óculos VR, dispositivos de realidade virtual que criam distrações à criança, por meio das imagens exibidas.

“Ou seja, estando a criança envolvida com a história ou as animações projetadas nos óculos, amenizam-se possíveis traumas pela picada da agulha, familiarizando o pequeno com a experiência da coleta sanguínea”, explica o doutor em endocrinologia Manuel Faria, diretor médico do Inlab, um dos laboratórios que passou a adotar este tipo de recurso em São Luís.

Também merece destaque o venoscópio, equipamento que utiliza luzes de LED para a visualização de veias, diminuindo a possibilidade de erro e otimizando o andamento dos exames. “Soma-se a isso o fato de as principais redes laboratoriais voltarem suas atenções a minimizar o desconforto habitual infantil e tornar mais tranquilo o momento do exame”, destaca Manuel Faria.