Home Maranhão Imperatriz Inscrições para Conferência de Saúde aconteceram hoje (7)

Inscrições para Conferência de Saúde aconteceram hoje (7)

Inscrições para Conferência de Saúde aconteceram hoje (7)

As inscrições para participação na Conferência Municipal de Saúde em Imperatriz aconteceram na manhã desta segunda-feira (7). O evento está previsto para os dias 24 e 25 de agosto no município. No entanto, desde a manhã de sábado (05), representantes de órgãos e entidades representando os trabalhadores da saúde e a sociedade civil acampam na porta da Secretaria Municipal de Saúde para tentar conseguir preencher as 30 vagas disponibilizadas.

De acordo com o diretor do SindSaúde, Eduardo Palhares, esta é uma estratégia para garantir uma vaga na Conferência, já que nos anos anteriores a participação era justificada por ordem de chegada e os selecionados nem sempre representavam os interesses da classe trabalhadora.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) alerta os gestores sobre a realização das Conferências Municipais de Saúde. O prazo é até o mês de julho. Prevista na Lei 8142/90, a Conferência deve acontecer a cada quatro anos e contar com a representação dos vários segmentos sociais, como o SindSaúde, Comitê da Cidadania, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB).

“É uma forma da população exercer o poder diretamente, porque ela é chamada pela lei pra vir numa conferência de saúde para discutir e formular políticas públicas de saúde. Discutir os problemas que a população tem com a saúde pública é importante. Nós sabemos que são muitos problemas e a cada dia, infelizmente, no Brasil, os problemas da saúde se avolumam”, disse a representante do Comitê da Cidadania, Maria das Graças.

As trinta pessoas escolhidas farão parte de um conselho, que deve acompanhar todos os processos de gastos em relação a saúde, funcionando como um órgão fiscalizador. O objetivo é que a população seja participante de todo o processo das ações de saúde do município.

O resultado dos encontros deve demonstrar as necessidades relacionadas à área de saúde de cada Município e serve de base para que seja avaliada a situação e as diretrizes a serem adotadas.

A representante do sindicato dos trabalhadores da saúde, Janete Barreto, afirma que a participação dos profissionais da área é de grande importância, já que são eles são entendedores da situação.

“Jamais o trabalhador deve ficar de fora, porque é ele que conhece a necessidade e que pode muito ajudar a gestão nesse controle social. Nós viemos para somar”, disse Janete.

Os trabalhos vão contribuir para a formulação da política de saúde e a construção do Plano Municipal de Saúde (PMS), que por sua vez serão base para o plano e as metas estaduais e nacionais.