Home Maranhão Vazio sanitário da soja tem início em 1º de agosto, no sul do MA

Vazio sanitário da soja tem início em 1º de agosto, no sul do MA

Tem início nesta terça-feira (1º) o primeiro vazio sanitário da soja no Maranhão. No período, que irá durar até o dia 30 de setembro, a Agência Estadual de Defesa Agripecuária (Aged-MA), proíbe o cultivo do grão para prevenir uma das principais doenças a atacar a oleaginosa: a ferrugem asiática.

No período de 60 dias, os produtores não podem cultivar o grão no estado. Eles têm ainda o dever de eliminar todas as plantas voluntárias, conhecidas como guaxas ou tigueras, nas propriedades, seja por processos mecânicos ou químicos.

FERRUGEM ASIÁTICA

Dados da Aged apontam que a doença da ferrugem asiática chegou à região de Balsas na safra de 2006/2007, período em que 172 focos d doença foram registrados.

Com o vazio sanitário da soja, instituído em 2011, os focos caíram para sete por safra.

O segundo vazio sanitário da cultura da soja no Maranhão ocorre de 15 de setembro a 15 de novembro, nas microrregiões da Baixada Maranhense, Baixo Parnaíba, Caxias, Chapadinha, Codó, Coelho Neto, Gurupi, Itapecuru Mirim, Lençóis Maranhenses, Litoral Ocidental, Médio Mearim, Pindaré, Presidente Dutra e Rosário.

FISCALIZAÇÃO

Equipes da Aged dividiram o Maranhão em duas microrregiões, para fins de fiscalização. As propriedades serão fiscalizadas ainda esta semana. Nas vistorias, os fiscais levam informações sobre a portaria nº 638 do órgão, que instituiu o período.

A próxima safra de soja deverá começar a ser plantada em outubro.

Por um período de até 60 dias os produtores não poderão cultivar o grão no estado e ainda deverão eliminar todas as plantas voluntárias, conhecidas como guaxas ou tigueras, nas propriedades, seja por meio de processos mecânicos ou químicos.