Home Cultura Teatro Espetáculo “Buços etc e tal” foca no universo adolescente em São Luís

Espetáculo “Buços etc e tal” foca no universo adolescente em São Luís

Espetáculo “Buços etc e tal” foca no universo adolescente em São Luís

O universo da sexualidade na adolescência será retratado neste fim de semana, dias 21, 22 e 23, no Teatro Alcione Nazaré, pelo espetáculo “Buços etc e tal”. O espetáculo é a culminância do curso “Jovens Fazendo Arte”, como parte do projeto social da Fundação Sousândrade, e representado pelo grupo musical e cênico do Maranhão Colun Vox. Os ingressos estarão disponíveis, de forma gratuita, na bilheteria do teatro, duas horas antes de cada espetáculo.

 

O curso “Jovens Fazendo Arte” oferece aulas de teatro e dança e faz parte do Programa de Atenção Social Sousândrade (PASS) desde 2014. O objetivo da Fundação Sousândrade é desenvolver ações socioeducativas com adolescentes e jovens, tendo como eixo norteador a arte. O curso é gratuito, assim como os demais oferecidos pelo PASS (inglês, espanhol e alfabetização), e qualquer pessoa pode inscrever-se, de acordo com o limite de vagas.

 

As aulas do “Jovens Fazendo Arte” são realizadas pelo grupo musical e cênico Colun Vox, que tem o objetivo de desenvolver no adolescente e jovem o interesse pelo teatro, pela dança e música. As oficinas contam com, em média, 50 participantes, durante onze meses. Eles aprendem a construir coletivamente a concepção de um musical com temática sócio-juvenil.

 

Como parte da proposta, no final do curso de teatro e dança as turmas montam e apresentam ao público os musicais referidos no contexto do projeto. Daí o espetáculo “Buços etc e tal” deste ano, com duração de 1h10min e direção de Josué da Luz.

 

Com a temática da sexualidade na adolescência, o grupo pretende abordar o assunto sério com linguagem e olhar próprios desta faixa etária, vencendo tabus e preconceitos. “É importante ressaltamos a classificação mínima de 10 anos, pois eles vão abordar temas que não cabem ao universo infantil”, ressalta o coordenador do PASS, o médico e professor Fernando Ramos.

 

Ele diz que sempre defendeu a arte como ferramenta para ressocialização, tanto para seus pacientes na neuropediatria quanto para jovens em vulnerabilidade social. “A arte promove o sentimento de mais valia. Neste espetáculo, por exemplo, são os jovens que produzem tudo. Eles encontram na arte um meio de abordarem questões que lhes proporcionem um desenvolvimento enquanto seres biológicos, psicológicos, sociais e culturais”, diz o coordenador.

 

Para quem estiver interessado em participar das novas turmas do curso “Jovens fazendo arte”, basta preencher a ficha de inscrição na sede do PASS, rua de Santaninha, 194, Centro. As aulas são ministradas da seguinte forma: Teatro-2ª e 4ª (18h às 20h) e Dança- 3ª e 5ª (18h30 às 20h30). Mais informações pelo site www.fsadu.org.br.