HomePolítica Rejeitada denúncia contra Temer; veja votos da bancada maranhense

Rejeitada denúncia contra Temer; veja votos da bancada maranhense

Rejeitada denúncia contra Temer; veja votos da bancada maranhense

Quatro deputados maranhenses que integram a Comissão de Constituição e Justiça estiveram responsáveis por analisar hoje (13) a denúncia contra o presidente Temer, na Câmara Federal, em Brasília. Por maioria dos votos, a bancada maranhense se manifestou contra a admissibilidade da denúncia. A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara rejeitou o parecer que pedia a admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer. Por 40 votos a 25, os membros do colegiado derrubaram o relatório de Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), que autorizava o prosseguimento da acusação pelo crime de corrupção passiva perante o Supremo Tribunal Federal (STF). Foi registrada uma abstenção.

A oposição criticou substituições feitas por deputados governistas interessados em rejeitar o relatório a favor do andamento da denúncia contra o presidente. Em meio a este contexto, entraram na comissão essa semana, após representação da denúncia da Procuradoria Geral da República, os deputados Cleber Verde (PRB-MA) e Hildo Rocha (PMDB-MA) , respectivamente na segunda-feira (10) e na quarta-feira (12) . Já fazia parte da comissão antes disso, o deputado Juscelino Filho (DEM-MA). Dos quatro deputados maranhenses, apenas o deputado Rubens Pereira Júnior votou sim ao parecer do relator, deputado Sérgio Sweiter,que recomendava continuidade da denúncia contra Temer. Independentemente do resultado, a denúncia ainda vai ao plenário da Câmara Federal.

 

As bancadas do PP, PRB, PTB, PHS, PSC, PR, PSD, PROS e PV votaram integralmente contra o relatório de Zveiter. Todos os deputados do PODE, do PT, do PCdoB, do PPS, do PSOL e da Rede foram favoráveis ao relator. Já as bancadas de PMDB, DEM, Solidarierdade, do PSDB e do PSB tiveram votos mistos. Assim como havia feito na votação do Impeachment na Câmara, o deputado Wladimir Costa (SD-PA) comemorou o resultado soltando confetes. Desta vez, ele gritou repetidamente “fica, Temer”.

A maioria de votos na CCJ foi conseguida após uma intensa troca de membros da comissão por partidos aliados do governo, que substituíram seus representantes em busca de votos favoráveis a Temer . Na avaliação dos oposicionistas, caso a composição inicial da comissão tivesse sido mantida, o resultado seria diferente. Desta maneira, a decisão desta quinta-feira representa uma vitória parcial para o governo, que ganha força política para barrar a denúncia, mas não assegura ainda o arquivamento do processo. A decisão final sobre o prosseguimento do julgamento da denúncia no Supremo será tomada pelo plenário da Câmara em data ainda não definida. Os dois relatórios – o de Sergio Zveiter, que foi derrotado, e o de Paulo Abi-ackel – serão lidos, e então todos os deputados decidirão qual parecer seguir.

Com informações do UOL Notícias