Home Maranhão Safra de grãos e cereais no Ma deve crescer em 10,2%

Safra de grãos e cereais no Ma deve crescer em 10,2%

A safra de produtos selecionados no Maranhão deve ter crescimento de 10,2%, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgados hoje (11). A pesquisa divulgou hoje as estimativas  do décimo levantamento da safra correspondente ao período 2016/17. O grupo de produtos selecionados avaliados pela companhia abrange o caroço de algodão, o amendoim, o arroz, a aveia, a canola, o centeio, a cevada, o feijão, o girassol, a mamona, o milho, a soja, o sorgo, o trigo e o triticale (cereal híbrido, resultado da hibridação do trigo e do centeio).

A pesquisa foi realizada de 18 a 24 de junho em todas as regiões produtoras do país, através de diversas instituições e informantes cadastrados.

No Maranhão, foi identificado que as condições climáticas favoreceram o plantio e o desenvolvimento do milho, nas regiões sul e sudoeste, conhecidas como “região de Balsas” e “região Tocantina”. A produtividade média ficou em torno de 3.600 kg/ha e a produção total está estimada em 716 mil toneladas, o que significa uma produção quase cinco vezes maior que a de 2016.

Sobre o arroz, as informações são as seguintes: o Maranhão deverá apresentar redução de 22% na área plantada em relação à safra 2015/16. Quanto ao feijão, há sinais de aumento da produtividade que deve atingir 21,8%, principalmente por causa das boas condições meteorológicas da safra corrente. Aqui o grão está sendo comercializado em torno de 2 reais o quilo na região de Balsas e em média de 4 a 5 reais o quilo na região de Chapadinha. Balsas também ganhou destaque na produção de arroz porque foi plantado pela primeira vez no município algodão de segunda-safra em uma área estimada de 3.600 hectares. As lavouras se encontram em pleno processo de crescimento.

A safra do algodão em pluma também deve passar por crescimento, com safra 7,6% maior entre 2016-2017, com 20,9 mil hectares de colheita, em relação a 2015-2016, que registrou colheita de 22,5 mil ha.